domingo, 28 de fevereiro de 2010

Sporting dá «show» e arrasa FC Porto (3-0)



Onde estava este Sporting? A lutar pelo quarto posto da tabela, os leões realizaram exibição de luxo e aplicaram dura derrota ao FC Porto (3-0). Yannick (6 m), Izmailov (45 m) e Miguel Veloso (46 m) foram os marcadores do «clássico», que representa duro golpe nas aspirações dos «azuis-e-brancos».

O FC Porto fica agora a nove pontos do topo do Campeonato, na posse do Benfica, isto quando faltam disputar nove partidas até final da competição, equivalente a 27 pontos. Tudo ainda é possível, é certo, mas o penta fica mais longe de vir a ser concretizado. E a exibição protagonizada em Alvalade só confirma isso mesmo, sendo certo também que houve igualmente muito mérito do Sporting.

O leão abatido - a lutar pelo quarto posto da tabela, e que ainda no início do mês tinha sido goleado por este mesmo FC Porto para a Taça de Portugal (2-5) - como que renasceu bem alegre, dando sequência à boa exibição protagonizada na passada quinta-feira com o Everton, a qual valeu a passagem aos oitavos—de-final da Liga Europa. Teve a sorte do seu lado, marcando na primeira vez que visaram a baliza de Helton, aos seis minutos, mas partiu então para autêntica exibição de luxo, alimentada ao longo da partida com mais dois golos, sempre em momentos cruciais (se é que eles existem).

Só durante curto período da primeira parte o FC Porto conseguiu ter algum ascendente neste «clássico», mas a resposta valeu ao Sporting o segundo golo e, logo depois, no reatamento, o terceiro. Os «olés» ouvidos das bancadas de Alvalade vincaram bem a supremacia do leão, que terminaram a partida sob o apelo de «só mais um». Duro golpe, sem dúvida, para os portistas.

Com arbitragem de João Ferreira (AF Setúbal), as equipas alinham:

SPORTING – Rui Patrício; Abel, Tonel, Daniel Carriço (Polga, 74 m) e Grimi; Izmailov (João Pereira, 90 m), Pedro Mendes, Miguel Veloso (Adrien, 76 m) e João Moutinho; Liedson e Yannick.

Suplentes: Tiago, João Pereira, Polga, Adrien, Pereirinha, Matias Fernandez e Saleiro.

FC PORTO - Helton; Fucile, Rolando, Bruno Alves e Álvaro Pereira; Ruben Micael (Guarín, 56 m), Tomás Costa e Raul Meireles (Belluschi, 46 m); Mariano (Rodriguez, 56 m), Falcao e Varela.

Suplentes: Nuno, Miguel Lopes, Nuno André Coelho, Valeri, Guarín, Belluschi e Rodriguez.

Disciplina: cartão amarelo a Miguel Veloso (11 m), João Moutinho (15 m), Bruno Alves (16 m), Yannick (29 m), Belluschi (73 m), Helton (75 m), Izmailov (77 m), Liedson (78 m), Álvaro Pereira (89 m)

Marcador: 1-0 por Yannick (6 m); 2-0 por Izmailov (45 m); 3-0 por Miguel Veloso (46 m)

Fonte: a Bola

Resultados: Liga Vitalis

21.ª JORNADA

Santa Clara-Varzim, 2-1
(João Dias 4', Oliveira 80'; Lelo 89')

Carregado-Fátima, 1-1
(Matão 70'; Nuno Sousa 89')

Trofense-Sp. Covilhã, 2-2
(Reguila 10' g.p., Licá 18'; Edgar 41' g.p., N'Kake 73')

Penafiel-Feirense, 1-1
(Michel 51'; Jardel 45')

Freamunde-Portimonense, 0-3
(Ivanildo 2', Anilton 20', Ricardo Pessoa 90'+2)

Chaves-Oliveirense, 0-0

Gil Vicente-Aves, 0-2
(João Silva, 44', Luisinho 56')

Beira-Mar-Estoril (adiado para 10/03)

Em equipa que ganha só entra João Pereira



Mudança de lateral deve ser a única alteração em relação ao jogo com o Everton. Aposta no 4X2X3X1 é para manter frente ao FC Porto.

Há muito tempo que o Sporting não entra em campo com os níveis de confiança tão elevados. Isto, claro, após a brilhante vitória de quinta-feira passada, diante do Everton, por esclarecedores 3-0, que coloca os leões nos oitavos-de-final da Liga Europa, único título que ainda lhes é possível conquistar.

Um jogo e um resultado que funcionou como uma autêntica lufada de ar fresco em Alvalade e hoje, diante do FC Porto, os leões querem dar continuidade ao bom momento. Nesse sentido, tudo indica que Carlos Carvalhal vai manter o esquema táctico que tão bons resultados deu nas duas partidas com os ingleses, formado por quatro defesas (João Pereira, Tonel, Carriço e Grimi), dois médios mais recuados (Pedro Mendes e Miguel Veloso), três homens no meio-campo (Izmailov, Moutinho e Yannick) e apenas um avançado (Liedson).

Uma estratégia que os jogadores interpretaram praticamente na perfeição e que, por isso, será para repetir. Pelo menos tudo aponta nesse sentido. Ou seja, os intervenientes, esses, vão ser praticamente os mesmos que defrontaram o Everton em Alvalade, pois Carlos Carvalhal deverá alterar apenas uma unidade. No caso, entra João Pereira, que regressa à equipa após cumprir dois jogos de castigo - o jogador não pode actuar na Liga Europa e por isso foram quatro as partidas que falhou -, ficando Abel sentado no banco de suplentes.

Aqui, Carlos Carvalhal deverá jogar, claramente, com a frescura física do lateral-direito contratado em Janeiro, uma vez que Abel, apesar de ter dado boa conta do recado, participou nos últimos quatro jogos.

Fonte: a Bola

História Mundial


Esta semana o Livre Directo estreia uma nova rubrica que irá acompanhar-nos até ao inicio do Mundial 2010 na África do Sul. Todos os Domingos iremos contar toda a história dos Mundiais até ao último na Alemanha em 2006.
Ficamos com a primeira edição desta competição e iremos fazendo a escala, Domingo a Domingo.

U R U G U A I

1 9 3 0


A Taça dos Campeões do Mundo que tinha o nome do presidente da Federação Internacional, o francês Jules Rimet, teve um início pouco prometedor. A falta de interesse e a enorme distância física limitaram o número das equipas participantes a 13, das quais quatro mal se podiam considerar europeias (e teriam sido três se Rimet não tivesse conseguido convencer o Comité de Futebol Romeno a apresentar a sua equipa). A primeira Taça Rimet foi ganha pelo Uruguai, que confirmou os seus sucessos olímpicos de 1924 e 1928.

*Primeiro golo do mundial: Marcado pelo francês Lucien Laurent, que terminou o jogo entre os postes da baliza substituindo o guarda-redes, que se lesionou durante o jogo.

* O árbitro da final, o belga Langerus, convencido de que, acontecesse o que acontecesse, desagradaria a uma das equipas em competição, por precaução embarcou mal terminou o jogo.

* Hector Castro, um dos avançados do Uruguai, tinha a alcunha de El Monco, porque só tinha uma mão. Isso porém não o impediu de marcar dois golos, um dos quais na final.

NÚMEROS DO MUNDIAL:

* Final: Uruguai, 13 a 30 de Julho
* Participação das equipas na fase de apuramento:
Torneio amigável
* Equipas que participaram nas finais: 13
* Espectadores presentes nas finais: 434 500
* Desafios disputados: 18
* Golos marcados: 70
* Média de golos: 3,89

E O VENCEDOR FOI...
Equipas finalistas: Argentina, Bélgica, Bolívia,
Brasil, Chile, França, Jugoslávia, México,
Paraguai, Peru Roménia, Uruguai, EUA

Meias-finais
Argentina - EUA 6-1
Uruguai - Jugoslávia 6-1

Final
URUGUAI - ARGENTINA 4-2



Simão Santana

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Di Maria marca três na goleada do Benfica frente ao Leixões (4-0)



O argentino Di Maria foi a estrela mais brilhante do Benfica na goleada imposta ao Leixões e que garante às águias pelo menos mais uma semana na liderança isolada da liga.

Di Maria marcou três dos quatro golos das águias e ainda fez outro (na primeira parte), que foi anulado por fora de jogo mal assinalado.


O início da partida ficou marcado pela lesão de Bruno Gallo, que obrigou Fernando Castro Santos a fazer uma substituição. O Benfica não se coibiu de aproveitar e desde cedo mandou no jogo.

Marcou por Di María, aos 21 minutos, mas o árbitro assistente tinha a bandeira levantada. Fora de jogo e resultado a zeros. Cinco minutos mais tarde, Éder Luís encarregou-se de desfazer a igualdade, com um forte remate que ainda tabela no corpo de outro jogador antes de trair Diego.

Ao intervalo o Benfica vencia por 1-0 frente a um adversário que se mostrava incapaz de criar perigo. Di María e Cardozo desperdiçaram boas oportunidades de golo antes de o argentino fazer o 2-0, o 3-0 e, ainda, o 4-0 (58, 75 e 86, respectivamente).

O extremo argentino protagonizou noite mágica e, por certo, impressionou ainda mais os muitos olheiros de grandes clubes estrangeiros que se deslocaram a Matosinhos para ver Di María.

LEIXÕES: Diego; Nuno Silva, Joel, Fernando Cardozo e Antunes; Fernando Alexandre, Paulo Tavares e Seabra; Jean Sony, Pouga e Bruno Gallo.

Suplentes: Berger, Tucker, Zé Manel, Cauê, Nelson, João Paulo e Didi.

BENFICA: Quim; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Airton, Ramires, Di María e Éder Luís; Saviola e Cardozo.

Suplentes: Júlio César, Ruben Amorim, Carlos Martins, Nuno Gomes, César Peixoto, Sidnei e Alan Kardec.

Golo: Éder Luís (26), Di María (58, 75 e 86)

Fonte: a Bola

Sp. Braga regressa às vitórias (3-1)



Depois da goleada sofrida frente ao FC Porto (5-1), o Sp. Braga derrotou, este sábado, em casa, o Olhanense, por 3-1, tendo também regressado, pelo menos provisoriamente, ao comando da Liga portuguesa.

O Olhanense entrou muito bem em campo e teve maior domínio nos primeiros minutos, tendo inclusive conseguido ganhar vantagem. Aos 15 minutos, Castro fez um excelente cruzamento e Djalmir, de cabeça, bateu o guarda-redes Eduardo.

Só que os «arsenalistas» reagiram e seis minutos depois chegaram ao empate. Tengarrinha cortou mal a bola e colocou à disposição de Matheus, com o extremo a não falhar. O golo do empate acabou por afectar os jogadores da equipa de Olhão, tendo os «arsenalistas» melhorado e aos 37 minutos dado a volta ao marcador. Paulo César cruzou e Evaldo, de cabeça, elevou a contagem.

Na segunda parte, o Sp. Braga entrou mais forte e aos 55 minutos o desfecho do jogo ficou praticamente decidido. Paulo César entrou na área, cruzou para Meyong e o avançado estabeleceu o resultado final.

Ficha de jogo:

SP. BRAGA – Eduardo; Miguel Garcia (Olberdam, 73m), Leone, Moisés e Evaldo; Filipe Oliveira e Hugo Viana; Alan, Paulo César (Renteria, 88m) e Matheus; Meyong (Luís Aguiar, 62m).

OLHANENSE – Ventura; João Gonçalves, Tengarrinha, Miguel Ângelo e Carlos Fernandes (Lionn, 60m); Rui Duarte, Delson e Castro; Paulo Sérgio (Toy, 60m), Djalmir (Yazalde, 70m) e Ukra.

Ao intervalo: 2-1

Marcadores: 0-1, Djalmir (15m); 1-1, Matheus (21m); 2-1, Evaldo (37m); 3-1, Meyong (55m)

Acção disciplinar: Cartão amarelo a Castro, Carlos Fernandes, Delson e Luís Aguiar.

Fim da partida: 3-1

Fonte: a Bola

Rodriguez regressa aos convocados



Christian Rodriguez é um dos 18 jogadores escolhidos por Jesualdo Ferreira para a deslocação a Alvalade. De regresso estão também o guarda-redes Nuno e o central Nuno André Coelho.

De fora, em relação à última convocatória, ficaram Beto e Maicon, por opção técnica, e Fernando, que se lesionou no jogo com o Sp. Braga.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Helton e Nuno

Defesas: Fucile, Bruno Alves, Álvaro Pereira, Rolando, Miguel Lopes e Nuno André Coelho

Médios: Tomás Costa, Raúl Meireles, Belluschi, Rúben Micael, Guarín e Valeri

Avançados: Mariano, Varela, Christian Rodriguez e Falcao

Fonte: a Bola

Vukcevic de fora por opção



O montenegrino ficou de fora dos escolhidos por Carvalhal para o encontro com o FC Porto.

A ausência de Vukcevic é a nota de destaque na convocatória de Carvalhal, que apresenta ainda uma novidade em relação à do último jogo, contra o Everton: o regresso de João Pereira.

De fora fica Sinama-Pongolle, que apesar de já ter treinado sem limitações não terá ainda o ritmo necessário para um jogo da exigência do de domingo.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Rui Patrício, Tiago

Defesas: Abel, Polga, Tonel, Daniel Carriço, Grimi e João Pereira

Médios: Pedro Mendes, Adrien, Izmailov, Matías Fernandez, Miguel Veloso, João Moutinho, Pereirinha

Avançados: Saleiro, Yannick, Liedson

Fonte: a Bola

«Fico até ao final da época» - Izmailov



Terminaram as negociações com o Lokomotiv para a transferência de Izmailov. Leões disponíveis para renovar. Jogador está concentrado no clássico.

Sporting e Lokomotiv Moscovo deram por encerradas as negociações que visavam a transferência imediata de Izmailov para a formação russa. Foi o próprio jogador, em declarações ao Sport Express, a dizer que não queria «participar mais neste circo». A palavra do jogador, segundo A BOLA apurou, teve um peso decisivo no abortar da transferência. «Fico, pelo menos, até final da época», vincou o jogador.

O Lokomotiv, segundo a imprensa russa, oferecia um ordenado milionário ao jogador - chegou a falar-se em 2 milhões de euros por ano. O número 7 disse que «continua a trabalhar nas mesmas condições» em Alvalade, mas, segundo A BOLA apurou, está nos planos de intenção do Sporting renovar o contrato do jogador, para já válido até 2013, e aumentar-lhe o salário.

Nas declarações ao Sport Express, o internacional russo demonstrou já ter esquecido a possível transferência para o Lokomotiv. «Para mim, isso já é passado. Agora estou concentrado no Sporting. Domingo temos um jogo muito e importante com o FC Porto, a seguir enfrentamos o At. Madrid... Apenas penso nisso», concluiu.

Fonte: a Bola

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Futebol de Gabinete

O ataque do betão – As consequências e a realidade económica dos estádios do Euro 2004

Para muitos foi indiscutível o sucesso do Euro 2004 em Portugal e, apesar de para mim ter sido só mais um e igual a muitos outros, já que não vi grandes diferenças entre a qualidade daquele e de outros, reconheço que correu pelo melhor ao nível da organização e do espectáculo dentro do campo. Pena que a selecção não tenha conseguido mais a jogar «em casa».

Como em tudo na vida, só existe sucesso com bom senso e bom senso com respeito e uma visão. Todas as obras exigidas pela UEFA para a realização do evento foram levadas em conta sem peso e medida e, acima de tudo, sem respeito pela classe e o interesse nacional dos agentes desportivos, como aliás veremos ao longo desta análise.

Muitos perguntam hoje se terá sido mesmo verdade que a Federação Portuguesa de Futebol e o Governo (prefiro nem lhe chamar Estado) acreditaram que dez «mamarrachos» mudariam a vida do futebol nacional? Será que não foram feitas previsões centradas nas condições financeiras dos clubes portugueses? Será possível que o histórico de espectadores nos estádios foi subitamente esquecido/ignorado aquando da decisão de avançar para o «ataque do betão»? E os clubes? Terão sido ouvidos os representantes de cada um deles? Se realmente era uma obra ruinosa, porque não houve demissões na altura e hoje todos criticam e querem mudanças? Uma coisa parece certa: as estatísticas e previsões de espectadores nos estádios, o peso percentual da riqueza per capita da população portuguesa na Europa e as condições económicas dos clubes e autarquias para as actividades de exploração dos recintos foram todos ignorados pelos agentes governativos.

A realidade está no resigno de que foram mesmo construídos dez estádios para o Euro 2004, apenas nove dos quais estão a ter utilização regular. O estádio do Algarve, à data que foi construído e ainda hoje, não tem qualquer utilidade já que nenhum clube do Algarve ou do Alentejo joga nele…como aliás era de ver naquela altura (neste caso nem era necessário prever nada). Consta que se faz lá uma espécie de final qualquer, uma vez por ano. O estádio do Bessa XXI é o recinto oficial do Boavista FC, clube despromovido por corrupção e com dívidas às finanças e à segurança social. Os estádios de Aveiro e Leiria são propriedade das respectivas câmaras municipais, recintos com capacidade média de 30.000 lugares mas que não passam de uma assistência média de 3.000 espectadores por jogo. Autênticos monumentos de cimento! Já o estádio de Coimbra passou para a administração da Académica FC que ficou completamente «afogada» pelas despesas operacionais de manutenção e aproveitamento do recinto, com óbvios reflexos nos orçamentos para transferências de jogadores e relatórios & contas do clube. Por mais caricato que pareça, neste caso, o estádio novo até veio tirar competitividade ao clube que nele joga.

A fedorenta realidade deste «lixo» que sobrou do mundo maravilhoso dos estádios de futebol é uma realidade que nos veio chamar mais cedo para a política que rege este país e cujos prevaricadores não parecem ter sido responsabilizados pelos seus actos. A linha política que provou não governar em prol da nação (nação representada, neste caso, por clubes e autarcas) mantém-se inalterada e no poder, mesmo apesar dos afectados se manifestarem contra aquilo que para muitos e para os próprios foi a maior vergonha que alguma vez sucedeu na nossa passiva espécie de democracia.

Jorge Manuel Honório, Finance analyst

SAD apresenta lucro de 19,6 milhões de euros no primeiro semestre



De acordo com o comunicado enviado pela SAD portista à CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários), o FC Porto registou o resultado liquido positivo de 19,6 milhões de euros no primeiro semestre da época 2009/10.

Comunicado:

«Reforço dos Capitais Próprios da Empresa-Mãe a nível individual em 19,7M€, atingindo em 31 de Dezembro de 2009 o valor global 41,1M€, superior a metade do capital social, pelo que a sociedade encontra-se agora fora do âmbito do artigo 35º do Código das Sociedades Comerciais;

Resultado Líquido do semestre francamente positivo, atingindo os 19,6M€ no período em análise, acima dos 1,4M€ negativos obtidos no 1º Semestre de 2008/2009;

Resultados Operacionais que ascendem a 21,2M€, o que representa um acréscimo de 18,4M€, relativamente ao período homólogo anterior, que assenta essencialmente no aumento dos resultados com transacções de passes;

Activo Total cresce 7,6M€, face a 30 de Junho de 2009, atingindo um montante global de 191,1M€, fundamentalmente pelos investimentos efectuados em novos jogadores;

Diminuição do Passivo, em 31 de Dezembro, em 12,1M€, destacando-se a redução dos empréstimos em 6,9M€, desde 30 de Junho de 2009;

Sucesso na colocação do empréstimo obrigacionista no montante de 18M€, em que a procura atingiu o valor de 81M€, tendo assim excedido a oferta em 450 por cento.»

Fonte: a Bola

Trinco Esquerdo



André Amante

Varela estreia-se nos eleitos de Queiroz



A estreia de Varela é o principal destaque na lista de convocados divulgada hoje por Carlos Queiroz para o particular com a China, agendado para a próxima quarta-feira.

Destaque ainda para os regressos de Cristiano Ronaldo, Pedro Mendes e Hugo Almeida, após um período de afastamento devido a lesões.

Destaque ainda para as ausências dos sportinguistas João Moutinho e Miguel Veloso, jogadores que estiveram na última convocatória da equipa das “quinas”.

Esta lista, que conta ainda com o guarda-redes do Chelsea Hilário, não é definitiva, uma vez que Queiroz deverá chamar mais alguns jogadores após os jogos deste fim-de-semana.

Portugal joga na próxima quarta-feira (20.15 horas) com a China, em Coimbra, naquele que será o primeiro teste da equipa das “quinas” para o Mundial de 2010.

Eis a lista de convocados:
A. Madrid: Simão Sabrosa e Tiago;
Chelsea: Hilário, Paulo Ferreira e Ricardo Carvalho;
Málaga: Duda;
Manchester United: Nani;
FC Porto: Bruno Alves, Raul Meireles, Rolando e Varela;
Real Madrid: Cristiano Ronaldo;
Sporting: Liedson e Pedro Mendes;
Sp. Braga: Eduardo;
Valência: Miguel;
Werder Bremen: Hugo Almeida.

Blogobola




Acerte nos resultados da Liga Sagres e habilite-se a ser o vencedor semanal...

FC Porto enfrenta Rio Ave a 24 de Março e 14 de Abril



A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou esta sexta-feira o programa das meias-finais da Taça de Portugal. O FC Porto, actual detentor do título, visita ao Rio Ave a 24 de Março para a primeira-mão e a segunda terá lugar no Dragão a 14 de Abril

No outro encontro desta fase da prova, a única equipa da Liga de Honra, o Desp. Chaves recebe a Naval dia 23 de Março. O derradeiro jogo será disputado a 13 de Abril, na Figueira da Foz.

Eis o programa das meias-finais
Primeira-mão:

Terça-feira (23 Março):
Desp. Chaves - Naval, 18:15 (TVI).

Quarta-feira (24 Março):
Rio Ave - FC Porto, 20:15 (SportTV).

Segunda-mão:

Terça-feira (13 Abril):
Naval – Desp. Chaves, 20:15 (SportTV)

Quarta-feira (14 Abril):
FC Porto - Rio Ave, 20:45 (TVI).

Fonte: a Bola

Farías não deve ir a Alvalade



Farías tem o regresso à competição para breve mas ainda não foi reintegrado. Rodríguez e Belluschi com boas garantias de presença em Alvalade.

A preparação do FC Porto para o clássico de domingo, em Alvalade, trazia, nos últimos dias, alguma expectativa acrescida em relação a Ernesto Farías, principal solução alternativa para o lugar de Falcao ou reforço de opções atacantes, conforme as estratégias idealizadas por Jesualdo Ferreira, mas o argentino acabou por não integrar, ainda, os trabalhos gerais e fica, assim, mais difícil a sua convocação para Lisboa, este fim de semana, embora ainda haja dois treinos, até lá.

Numa lógica de trabalho como a do FC Porto, Farías, portanto, não deverá, ainda, ter lugar nas convocatórias, já que o goleador argentino se manteve, ontem, apenas em regime de treino condicionado, o que, na perspectiva habitual do dragão, impõe normalmente mais alguns dias de recuperação, até à superação completa do problema muscular que ditou a sua saída do grupo desde há três semanas.

Afinal, e no meio da incerteza com que o futuro imediato do futebolista foi seguido, devido à insistência com que o Palmeiras tentou levá-lo para o Palestra Itália, as esperanças do dragão em ter mais soluções de golo para o grande clássico ficam ou continuam, suspensas, mas a aproximação vertiginosa do tempo de jogo, em paralelo com a situação não tão evolutiva como se esperava no Olival, deixa Jesualdo ainda sem mais soluções na perspectiva de área, já que os extremos, designadamente Varela, têm ajudado imenso na produção… e na facturação.

Rodriguez à vista
Assim, e independentemente de qualquer evolução inesperada ou menos provável entre hoje e amanhã, o FC Porto continuará sem mais homens-golo além do colombiano, embora possa ganhar a partir desta semana mais uma boa alternativa de ataque, Cristian Rodriguez, provavelmente a grande novidade para Lisboa, situação a verificar apenas amanhã, quando sairem os convocados.

Fonte: a Bola

Izmailov decidiu ficar



MÉDIO RECUSA PROPOSTA DO LOKOMOTIV

O extremo russo Izmailov decidiu permanecer no Sporting, com o qual tem contrato até final da temporada 2012/2013, recusando a proposta do Lokomotiv de Moscovo.

O internacional russo tomou a decisão antes do encontro de hoje, em Alvalade, com os ingleses do Everton, que o Sporting venceu por 3-0, qualificando-se para os oitavos-de-final da Liga Europa, onde vai defrontar o Atlético de Madrid.

Izmailov está no Sporting desde 2007/2008, mas chegou a ser dado certo como reforço do Lokomotiv de Moscovo, numa altura em que se aproxima o início da temporada na Rússia.

Os leões, recorde-se, confirmaram a existência negociações com o clube russo, mas quem decidiu foi o próprio jogador, mesmo antes do apuramento para os "oitavos" da competição europeia. Os adeptos não sabiam da sua escolha por isso aplaudiram-no efusivamente quando foi substituído por Matías Fernández perto do final do encontro com o Everton.

Fonte: Record

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Palestra

«Ainda muito pode decidir o Sporting neste campeonato» * O início do Mundial para a Selecção Nacional

O campeonato entrou numa fase decisiva para qualquer um dos três candidatos ao título. Será escusado andar daqui em diante a proferir as tão repetidas profecias de que «esta jornada é decisiva» ou ainda, «se perderem estão fora da lua pelo título». É mais que óbvio que qualquer dos três candidatos, Benfica, Braga e Porto, não poderão deslizar, para manterem viva a esperança de conquistar o campeonato, por outro lado é também verdade que apenas o Porto é que hipoteca claramente a conquista do «penta» se deslizar uma única vez que seja, ainda que seja também certo que todos os três irão ainda perder pontos, já que o Benfica joga diante os seus dois mais directos perseguidores.
Prognósticos alargados à parte, passemos à análise prévia da jornada que aí vem.
Na contagem decrescente para o fim do campeonato o Benfica vai nesta 21ª jornada a Matosinhos, terra onde o Porto já caiu e onde o Benfica ainda não ganhou desde o regresso leixonense à divisão maior do nosso futebol. Lembremo-nos que em 2007/2008 a equipa ainda orientada por Fernando Santos (curiosamente o último jogo à frente das águias) viu-se literalmente empatada no Estádio do Bessa, casa emprestada do Leixões. Um ano depois já no Estádio do Mar a equipa de José Mota num inicio de temporada sensacional fez a águia mergulhar a cabeça debaixo de água impondo-lhe novo empate a uma bola.
Este ano o Benfica vai de certeza mais forte para este encontro, não só porque demonstra uma clara melhoria na qualidade do seu futebol, mas principalmente por ser líder isolado da Liga Sagres no inicio do «sprint final» até à jornada 30. Com Javi García fora das contas de Jorge Jesus, Ruben Amorim pode assumir um papel de reforço inesperado, já que é mais que evidente que o benfiquista joga melhor a médio defensivo ou centro do que a ala, o que acaba por acontecer a maior parte das vezes. Não acho por isso que esta situação seja uma dor de cabeça para «Jota Jota» (Jorge Jesus «JJ»). Prevê-se um Benfica acutilante, apesar de Castro Santos já ter avisado que «é no nosso estádio que tudo vai ser decidido». No entanto mais dores de cabeça terá o castelhano já que não poderá contar com Hugo Morais (castigado), tendo três opções possíveis, Didi, Sonny, Bruno Gallo que são os mais fortes candidatos a ocupar um lugar no centro do terreno. Um jogo antagónico em posições, mas que promete um grande espectáculo, já que ambos os clubes precisam de amealhar os três pontos. A minha aposta vai para o Benfica que é natural favorito, 0-2.
Na ressaca da goleada imposta no Dragão pelo FC Porto, o Braga recebe o Olhanense, um jogo, em termos emocionais, tal e qual como o que acabei de referir, lutas diferentes, mas que obrigam a esforços e cuidados redobrados dos dois lados, a prova disso mesmo está nas palavras do treinador da equipa de Olhão, Jorge Costa, que não espera um Braga fragilizado. Nem o treinador da Olhanense nem eu próprio que acredito que Domingos Paciência e a sua equipa irão dar a volta por cima e imprimir um correctivo na equipa algarvia, capaz de dizer «sim» ao título, 3-0.
Sporting – Porto, o jogo da jornada, o clássico joga-se em Alvalade, num momento curioso, senão vejamos: se é certo que o Porto vem moralizado da vitória frente a Arsenal e Braga, o Sporting ganhou hoje [Quinta-Feira] uma bolha de oxigénio que poderá aguentar os leões até ao fim do campeonato, a vitória exemplar perante o Everton e a consequente passagem aos «Oitavos» da Liga Europa trás um ânimo enorme aos homens de Carvalhal, que verão o jogo frente ao Porto com motivação extra, afim de engrenarem numa série de boas exibições e resultados que lhes permitam segurar o lugar de acesso à Liga Europa.
Espero logicamente um Sporting aguerrido, com o apoio dos adeptos, que irão como é óbvio estar em massa no estádio, frente a um Porto também ele aguerrido e com enorme vontade de vencer, após os dois últimos grandes êxitos. Em pouco menos de 5 dias um jogo que poderia ser encarado como um clássico morno, passa agora a cabeça de cartaz e que poderá pôr em causa as aspirações dos azuis e brancos no campeonato.
Afinal ainda muito pode decidir o Sporting neste campeonato, 1-0.
Para quem ainda não foi informado, até porque a notícia não tem corrido muito, Portugal joga na próxima 4ª feira, 3 de Março, no Estádio Cidade de Coimbra o seu primeiro jogo de preparação tendo em vista o Mundial 2010 na África do Sul, frente à RP da China. Um jogo onde Queiroz poderá experimentar alguns sistemas de jogo a serem utilizados frente a Costa do Marfim, Coreia do Norte e Brasil na fase de grupos do Mundial. Acredito na vitória e acredito num bom ensaio, não descorando que também concordo com o ditado, « maus ensaios, boas peças»

Até p’rá semana!

Simão Santana

Sporting vence Everton (3-0) e joga oitavos com At. Madrid



O Sporting apurou-se esta noite para os oitavos de final da Liga Europa e reconciliou-se com os adeptos depois de sete partidas sem ganhar. A vítima foi o Everton, de Inglaterra, e o resultado merecido, face à qualidade da exibição sportinguista.

A equipa de Carlos Carvalhal entrou em campo decidida a marcar o golo de que necessitava para virar a eliminatória. Durante a primeira meia-hora, o sinal mais foi dos portugueses e aos 16 minutos João Moutinho criou mesmo a melhor oportunidade, ao rematar à barra na conversão de um livre directo.

O último quarto-de-hora da primeira parte trouxe algum equilíbrio ao jogo, mas o reatamento acabou por ser fatal para a equipa inglesa. O Everton mostrou-se empenhado em segurar o empate a zero e acabou por pagar com um golo sofrido. Foi aos 63 minutos que Miguel Veloso entrou na área e rematou para o 1-0.

Responderam os ingleses, Saha teve nos pés a possibilidade de empatar, mas Rui Patrício defendeu. No minuto seguinte (75) um contra-ataque do Sporting resultou no 2-0, fruto de remate colocado de Pedro Mendes.

No último minuto, tempo ainda para Matías Fernandez fazer o 3-0, após rápido contra-ataque de Yannick. O Sporting vai jogar nos oitavos de final com o At. Madrid.

Sob arbitragem do israelita Alon Yefet, eis as equipas:

SPORTING: Rui Patrício; Abel, Tonel, Carriço, Grimi; Pedro Mendes, Miguel Veloso; Izmailov, João Moutinho, Djaló; Liedson.

SUPLENTES: Tiago, Polga, Adrien, Pereirinha, Vukcevic, Matias Fernandez e Saleiro

EVERTON: Howard; Neville, Yobo, Senderos, Baines; Bilyaletdinov, Osman, Arteta, Pienaar; Donovan e Saha.

SUPLENTES: Nash, Coleman, Jagielka, Gosling, Rodwell, Yakubu e Anichebe.

Golo: 1-0 por Miguel Veloso (63); 2-0 por Pedro Mendes (75); 3-0 por Matías Fernandez (90+3)

Fonte: a Bola

Costinha é o novo director de futebol profissional



O Sporting anunciou esta quinta-feira, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Imobiliários (CMVM), que o antigo internacional português Costinha vai assumir, a partir de hoje, as funções de director de futebol profissional.

Costinha, que esta semana rescindiu contrato com os italianos do Atalanta, recebe a pasta entregue interinamente a Salema Garção após a saída de Sá Pinto, em finais de Janeiro.

O antigo internacional português, 35 anos, é um confesso sportinguista apesar de a sua carreira ter passado ao lado de Alvalade. Jogou pelo FC Porto, Nacional, Atlético de Madrid, Dínamo de Moscovo e Mónaco, tendo terminado a carreira no Atalanta.

Fonte: a Bola

João Ferreira arbitra Sporting-FC Porto



LUCÍLIO BAPTISTA NO LEIXÕES-BENFICA

O Sporting-FC Porto, marcado para o próximo domingo, vai ser dirigido por João Ferreira, que terá Luís Ramos e Nuno Roque como assistentes.

Este será o sétimo "clássico" do oficial do exército, de 42 anos. João Ferreira vai arbitrar pela segunda vez jogos entre leões e dragões, com o Sporting a vencer em casa a 21 de março de 2005, por 2-0, conseguindo depois um nulo no Estádio do Dragão, a 28 de fevereiro de 2009.

Esta temporada, o setubalense já dirigiu dois encontros do FC Porto - a vitória sobre o Nacional (3-0) e o empate com a Académica (0-0) -, tendo igualmente arbitrado a derrota do Sporting no terreno do Sporting de Braga, por 1-0, o primeiro de sete encontros consecutivos sem vitórias do conjunto lisboeta.

Nos restantes encontros da ronda, o setubalense Lucílio Baptista vai arbitrar sábado a visita do líder Benfica e o Leixões, antepenúltimo classificado. O Sporting de Braga, segundo posicionado, recebe o Olhanense, igualmente no sábado, num encontro que terá arbitragem do albicastrense Carlos Xistra.

21.ª jornada:

Sexta feira, 26 fevereiro:
União de Leiria - Vitória de Guimarães, Jorge Sousa (Porto)

Sábado, 27 fevereiro:
Naval 1.º de Maio - Marítimo, André Gralha (Santarém)
Sporting de Braga - Olhanense, Carlos Xistra (Castelo Branco)
Leixões - Benfica, Lucílio Baptista (Setúbal)

Domingo, 28 fevereiro:
Paços de Ferreira - Vitória de Setúbal, Hugo Miguel (Lisboa)
Académica - Rio Ave, Luís Catita (Évora)
Sporting - FC Porto, João Ferreira (Setúbal)

Segunda feira, 1 março:
Nacional - Belenenses, Luís Reforço (Setúbal)

Fonte: Record

Galeria D' art

Esta semana ficamos com o momento de inspiração de Mark Gonzalez ao serviço do CSKA frente ao Sevilha.

Alvalade com minuto de silêncio pelas vitimas da Madeira



O Sporting solicitou e conseguiu junto da UEFA autorização para ser cumprido um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da Madeira, antecedendo a partida desta quarta-feira diante do Everton, referente à segunda «mão» dos 16 avos-de-final da Liga Europa.

O pedido dos «leões» foi endereçado na habitual reunião entre os clubes e a UEFA para definir detalhes em relação ao jogo, não tendo sido colocado qualquer entrave por parte do organismo, assim como pelo Everton.

Assim, e à imagem do que sucedeu no Benfica-Hertha Berlim disputado na passada terça-feira, também para a Liga Europa, Alvalade poderá assim prestar a sua homenagem às vítimas da tragédia ocorrida no passado sábado no arquipélago.

Fonte: a Bola

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Lista Preferencial

Baiano



A minha opinião em relação a este jogador trata-se de uma daquelas situações de "dar o braço a torcer". Isto pelo simples facto de o lateral brasileiro ser um dos muitos jogadores que vieram a época passada no "pacote" que Casemiro Mior trouxe para Belém. O técnico brasileiro instalou uma autêntica legião de "terríveis" jogadores vindos do Brasil no Belenenses. Praticamente nenhum convenceu, à excepção de Rodrigo Arroz, por exemplo, que é dos poucos que continuou no clube da cruz de Cristo. Baiano não fugiu à regra e para além de não ter convencido foi escassamente utilizado na época transacta.
Estranhamente o Paços de Ferreira deu oportunidade a algumas das "dispensas brasileiras" do Belenenses. O extremo Maykon (que jogou mais na Intercalar que na Liga) e o lateral Baiano foram exemplo disso. O defesa Baiano está actualmente emprestado por um clube brasileiro, mas já há intenção de o Paços renovar com o atleta.
Sempre que olho para este jogador, tenho aquela sensação deixada no ano passado em Belém. Penso para mim, "como será possível apostarem em jogadores que falharam?" e inclusive desceram de divisão, apesar de a Liga não parecer querer ver o Belenenses na segunda.
Nas últimas semanas tive que me render à minha teimosia porque os números assim o provam. Ganhou a titularidade numa equipa que vai em 6 jogos sem perder. Uma equipa que entrou na luta pelos lugares europeus. As cabeçadas "fatais" de William, ponta-de-lança do Paços, têm tido um denominador comum, os cruzamentos milimétricos de Baiano. William leva já 7 golos no campeonato e deve-o em muito ao seu compatriota da lateral direita e aos seus precisos cruzamentos. No último jogo, no estádio dos Arcos, Baiano foi novamente o homem do jogo. Pode-se dizer que a base de sucesso do Paços de Ulisses Morais tem sido Baiano a cruzar e William a facturar.
É incrível como de uma época para a outra um jogador passa do "pacote terrível de jogadores" que "afundaram" o Belém, para um dos jogadores que mais cruza para a área adversária em Portugal... e talvez o que melhor cruza!

João Vasco Nunes

«A equipa tem uma vontade tremenda de eliminar o Everton» – Bettencourt



O presidente do Sporting, José Eduardo Bettencourt, está confiante que os jogadores do Sporting tudo vão fazer, na quinta-feira, para garantirem um resultado, frente ao Everton, que permita a passagem à próxima ronda da Liga Europa.

«A Liga Europa é muito importante. A equipa sente e tem uma vontade tremenda de mostrar que pode eliminar o Everton», afirmou Bettencourt, em declarações à Antena1.

O presidente do Sporting também abordou o clássico, da 21.ª jornada da Liga portuguesa frente ao campeão nacional, no domingo: «FC Porto insere-se nos 10 jogos que faltam para poder garantir o quarto lugar.»

O Sporting perdeu o jogo da primeira-mão, por 2-1.

Fonte: a Bola

Javi García suspenso por dois jogos



O benfiquista Javi García viu confirmada hoje a suspensão de dois jogos que havia sido proposta aquando da instauração de um processo sumaríssimo.

A Comissão Disciplinar da Liga apreciou o recurso do Benfica e acabou por decidir-se pela manutenção do castigo ao jogador, pelo pontapé no defesa Valdomiro, agressão que passou despercebida ao árbitro Elmano Santos no jogo da 17.ª jornada, entre Benfica e V. Guimarães.

Javi García vai ficar de fora nos jogos com o Leixões (fora) e P. Ferreira (na Luz), jogos da 21.ª e 22.ª jornadas, respectivamente,

Igualmente castigados, mas apenas com um jogo, foram Mossoró (Sp. Braga), Celestino e Yontcha (Belenenses), Hugo Morais (Leixões), Paulo Jorge e João Guilherme (Marítimo).

Fonte: a Bola

Desafio Difícil

Para além de Lothar Mathaus, qual o outro jogador recordista de presenças em fases finais de Mundiais de Futebol???



Responda acertadamente e habilite-se a escrever na rubrica "Expert da Bola"...

Resultados Liga Sagres

20.ª JORNADA

Belenenses-Académica, 1-2
(Yontcha 60'; Vouho 18', Berger 22')

Rio Ave-P. Ferreira, 1-2
(Fábio Faria 53'; William 44' g.p. e Ricardo 60')

V. Setúbal-Naval, 0-1
(Bolívia 10')


Olhanense-Sporting, 0-0

V. Guimarães-Leixões, 2-0
(Valdomiro 35', Rui Miguel 87')

Marítimo-Nacional, 1-1
(Kléber 34'; Felipe Lopes 74')

Benfica-U. Leiria, 3-0
(Cardozo 10', Saviola 60', Ruben Amorim 89')

FC Porto-Sp. Braga, 5-1
(Raul Meireles 16', Alvaro Pereira 35', Falcão 36' e 73', Belluschi 83'; Alan 90'+1)

Resultados Blogobola

Esta semana o Mestre Honório voltou a mostrar porque é o primeiro classificado na pontuação total, sendo o vencedor da semana por parte dos moderadores com 5 pontos. Nos users o vencedor foi Amante com 6 pontos e mostra que não está para brincadeiras.


After Hours

A jornada 20 começou no dia 3 de Fevereiro, quando o Benfica antecipou a recepção ao Leiria. O jogo ficou marcado pelo total domínio encarnado, que venceu por claros 3-0, não dando qualquer hipótese de resposta ao adversário.
A ronda prosseguiu na sexta-feira, com o derby madeirense entre Marítimo e Nacional. Jogo quente e emotivo, que terminou empatado a uma bola, num resultado justo para o que se observou em campo.
No sábado mais dois jogos. Primeiro o Guimarães recebeu e bateu o Leixões, por dois golos sem resposta. Bom jogo dos vimaranenses, que não deram espaços aos de Matosinhos e venceram de forma justa.
Depois foi a vez do Sporting entrar em campo, deslocando-se ao terreno do Olhanense. Mais um jogo muito mau dos leões, nomeadamente na 2ª parte, onde criaram, no máximo, uma ocasião de algum perigo. A única equipa que de facto tentou vencer foi a da casa, com um futebol rápido e por vezes vistoso. No final 0-0, resultado injusto pois a vitória deveria ter sorrido aos de Olhão.
No domingo dois jogos à tarde. O Seúbal recebeu a Naval, num jogo onde a vitória sorriu aos forasteiros. Um golo bastou para que se fizesse justiça, pois a Naval foi sempre mais equipa que os pupilos de Manuel Fernandes.
À mesma hora realizou-se o Rio Ave - Paços de Ferreira.Uma vez mais foram os visitantes a sorrir, já que o Paços venceu, com toda a justiça, por 2-1. O Rio Ave voltou a escorregar e continua a cair lugares na tabela. Já os castores estão a realizar um campeonato muito tranquilo e positivo.
O jogo grande da jornada chegou à noite. O Braga deslocou-se ao Dragão para defrontar o Porto e confirmar a sua candidatura ao título. Contudo o que se viu no jogo foi alo de muito inesperado. Os bracarenses foram completamente esmagados e perderam por 5-1. Grande (mesmo enorme) exibição dos azuis e brancos, que vulgarizaram por completo a equipa de Domingos.
Na segunda-feira a jornada fechou com o Belenenses - Académica, que deu mais uma vitória aos estudantes. O resultado fechou em 2-1 para os pupilos de Villas-Boas, que mereceram a vitória. Já o Belém continua em último e cada vez mais perto da Liga Vitalis.
Esta semana temos 3 "Belas": o Benfica, que alcançou a liderança isolada da Liga nesta jornada; Jesulado Ferreira, que montou uma equipa que esmagou por completo o Braga; e o Porto, pela exibição incrível que fez, vulgarizando a equipa que mais tempo esteve na liderança da Liga Sagres, seguindo à risca o esquema montado pelo seu treinador.
Os "Monstros" são 3 também: Domingos, pelo jogo horrível que o Braga fez, muito graças às suas invenções tácticas; a dupla de centrais do Braga (Moisés e Paulão), que esteve completamente perdida e desastrada no jogo do Dragão; e o Sporting, que voltou a não ganhar e está cada vez mais longe de ainda conseguir fazer uma época que seja, no mínimo, aceitável. Incrível a desmotivação (e a falta de talento) que a equipa leonina apresenta!

Vitor Madeira

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Benfica goleia Hertha e segue para os «oitavos»



O Benfica recebeu e cilindrou o Hertha de Berlim, por 4-0, e garantiu a passagem aos oitavos-de-final da Liga Europa. Na primeira-mão o resultado cifrou-se num empate.

A formação comandada por Jorge Jesus dominou o encontro por completo e ao intervalo já vencia por 1-0., com golo de Aimar (25), mas seria justo um resultado mais dilatado.

Na etapa complementar, os «encarnados» confirmaram o poderio ofensivo, com Cardozo a bisar, aos 49 e 62 minutos. Pelo meio, aos 59 minutos, Javi García fez o gosto ao pé, compensando, de certa forma, o autogolo da primeira-mão.

O Hertha criou oportunidades a espaços e na única altura em que dominou o encontro - no início da segunda parte - acabou por sofrer o segundo golo, um autêntico balde de água fria.

Durante o intervalo da partida, teve lugar a homenagem a Eusébio. O «Pantera Negra» recebeu o galardão "UEFA President's Award" das mãos de Michel Platini, presidente do organismo.

Ficha de jogo:

BENFICA: Júlio César; Fábio Coentrão, Luisão, David Luiz e Maxi Pereira; Ruben Amorim, Javi García, Aimar (Carlos Martins, 65) e Di María (Nuno Gomes, 73); Óscar Cardozo e Javier Saviola (César Peixoto, 68).

Suplentes: Quim; Carlos Martins, Nuno Gomes, César Peixoto, Sidnei, Alan Kardec e Éder Luís.

HERTHA:Drobný; Kringe, Friedrich, Bergen e Piszczek (Pekcinovic, 72); Cícero, Janker, Ebert, Raffael (Wichniarek, 63) e Nicu; Ramos (Gekas, 63).

Suplentes: Ochs, Pekcinovic, Dardal, Gekas, Wichniarek, Bengtsson e Lustenberger.

Resultado: 1-0 (Aimar, 25), 2-0 (Cardozo, 49), 3-0 (Javi García, 59), 4-0 (Cardozo, 62)

Acção disciplinar: Amarelo para Friedrich (13), Bergen (75).

Fonte: a Bola

Pérolas do FM

Esta semana vamos dar destaque a Balázs Dzsudzsak do PSV.Um jogador que na edição FM 2008 era bastante barato para a qualidade que apresentava e que nos brindava com grandes remates de longe e excelentes livres directos.
Aqui fica uma compilação de alguns dos seus melhores momentos no PSV.

Rodriguez reintegrado; Fernando com rotura



O uruguaio Christian Rodriguez voltou, na manhã desta terça-feira, a trabalhar em pleno junto do plantel do FC Porto, indiciando que poderá estar disponível para Jesualdo Ferreira para a deslocação a Alvalade, onde os «dragões» jogam no próximo domingo frente ao Sporting. Em sentido inverso está o brasileiro Fernando, que está a contas com rotura muscular.

O médio lesionou-se na partida com o Sp. Braga, na qual foi substituído perto do final, pelo que se limitou a efectuar tratamento ao longo desta manhã. A disponibilidade para o «clássico» com o Sporting estará assim em sério risco.

O argentino Belluschi também não esteve no relvado esta manhã, devido a contusão com hematoma na perna direita, problema que, no entanto, não indicia paragem de grande duração.

No boletim clínico consta ainda os nomes de Farias e Orlando Sá, o primeiro a efectuar treino condicionado, enquanto o segundo remetido exclusivamente a tratamento.

Fonte: a Bola

Resolver à Luz do dia



BENFICA QUER MARCAR CEDO E ARRUMAR UMA ELIMINATÓRIA COM HORÁRIO INVULGAR

Jorge Jesus quer uma entrada a todo o gás doBenfica esta tarde, por forma a resolver a eliminatória o mais cedo possível. O Estádio da Luz assistirá a um jogo europeu como há muito não se via, com início agendado para as 17 horas, ainda com luz do dia e que o técnico benfiquista pretende ver resolvido antes do anoitecer, sabendo de antemão que o adversário começará por adotar uma postura defensiva tentando adiar ao máximo que as águias se coloquem em vantagem no marcador.

O empate a 1 golo em Berlim dá vantagem aos encarnados na eliminatória, mas nem por isso Jesus irá alterar a forma como as águia abordam os jogos em casa. Apenas com Ramires ausente devido a castigo, os encarnados vão apresentar o melhor onze. Na baliza, Júlio César mantém a titularidade nos jogos europeus e no sector defensivo a grande incógnita é no lado esquerdo. César Peixoto tem a titularidade ameaçada com o regresso de Fábio Coentrão que dá mais profundidade atacante e tem sido opção de Jesus maioritariamente nas partidas em que o Benfica é visitado. Maxi Pereira volta à direita depois de ter sido poupado na Alemanha, enquanto a dupla de centrais se mantém inalterável com Luisão e David Luiz.

No meio-campo, Carlos Martins assume-se como o mais que provável substituto de Ramires enquanto Aimar regressa para assumir o lugar que é sempre seu, desde que não tenha limitações físicas. Javi García e Di María completam o sector intermediário, com a tarefa de municiar os dois avançados do costume: Cardozo e Saviola.

Fonte: Record

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Canto Curto

Agora sim, vem aí o verdadeiro teste de campeão!

Em vésperas de jogo grande da 20ª jornada, as opiniões dividiram-se na antevisão da visita do Braga de Domingos ao Dragão. Muitos acreditavam que chegara finalmente o verdadeiro teste dos minhotos. Outros porém, defendiam que já não havia nada a provar depois de superar os três grandes em casa e o Sporting em Alvalade. Não tirando mérito a ninguém, vencer no Dragão é sempre diferente. Nos últimos anos poucas equipas se deram a esse luxo. Apesar da derrota não creio que os “arsenalistas” tenham chumbado em alguma coisa, pois já anteriormente haviam mostrado o seu potencial. Penso que este não era o grande teste do Braga…
Depois dos pupilos do ex-jogador do Porto terem sido copiosamente derrotados em pleno Dragão, ouso afirmar que o verdadeiro teste virá no próximo fim-de-semana… precisamente em casa frente ao Olhanense. O Braga sofreu nada mais, nada menos que 5 (!) golos perante os homens de Jesualdo. Quase tantos golos como nos outros 19 jogos da liga. O Braga chegou ao Porto com 8 golos sofridos e saiu de lá com 13. Temos que ter em conta que 2 desses 8 golos foram sofridos muito recentemente, à 18ª e 19ª jornada, em Belém e frente ao Marítimo em casa, respectivamente. Três jogos seguidos a sofrer golos para uma equipa que antes disso havia apenas sofrido 6 golos em 17 jogos, ou seja, o cartão-de-visita dos Minhotos já não poderá ser a sua defesa e a inviolabilidade das redes da baliza de Eduardo. A juntar a isto posso também afirmar que desde a saída de João Pereira para o Sporting a equipa redobrou o número de golos sofridos, isto não pondo em causa as prestações do seu substituto, Felipe Oliveira. Mas contra estes números, não há argumentos possíveis.
Por tudo isto, digo que o verdadeiro teste do Braga se encontra na próxima jornada. Domingos tem a difícil tarefa de recuperar animicamente a sua equipa, depois da goleada imposta pelo Porto. É nestes momentos que se vêem os verdadeiros campeões! Esta é talvez a pior fase da época do Braga, isto mesmo só tendo perdido um jogo, nas últimas jornadas. Mas foi um jogo que pode valer por um campeonato. É caso para dizer que o último Domingo não foi nada meigo para Domingos. Agora resta ao treinador minhoto ter paciência e recuperar a sua equipa, mostrando que o Braga está vivo e ainda mexe.

João Vasco Nunes

Resultados Liga Vitalis

20.ª JORNADA

Fátima-Gil Vicente, 0-0

Varzim-Freamunde, 2-2
(Gonçalo Abreu 14' e Bruno Moreira 38' g.p.; Bock 26' e Campinho 90+3' p.b.)

Portimonense-Trofense, 1-3
(Ricardo Pessoa 27' g.p.; Reguila 2', Hélder Sousa 8' e Filipe Gonçalves 90+3')

Sp. Covilhã-Penafiel, 2-1
(Auri 47' e Jorge Monteiro 58'; Carlos Carneiro 53')

Aves-Carregado, 2-1
(João Silva 18' e André Carvalho 63'; Miguel Rosa 86')

Estoril-Chaves, 2-2
(Rafael 36' e Calé 85' ; Castanheira 2' e Carlos Pinto 30')


Feirense-Santa Clara, 2-1
(Roberto 47' e Adílson 70'; Renan 64')

Oliveirense-Beira-Mar, 2-1
(Ronaldo 7' e Jorge Humberto 90+4'; Élio 70')

«Estamos cansados é de ganhar muitas vezes» - Jorge Jesus



O treinador do Benfica, Jorge Jesus, garante que a equipa não está a quebrar fisicamente e ironiza que o único cansaço dos jogadores poderá advir das vitórias que tem somado ao longo da temporada.

«Estamos cansados é de ganhar muitas vezes», disse o treinador na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Hertha de Berlim, para a Liga Europa, prova que coloca em segundo plano nos objectivos do Benfica: «A prioridade é o campeonato. Se tiver de prejudicar alguma das competições, será a Liga Europa.»

Ainda assim, Jorge Jesus afirma que a eliminatória frente aos alemães é para passar: «Primeiro a vitória e a passagem à próxima eliminatória. Se o conseguirmos fazer com a qualidade que temos demonstrado em muitos jogos, melhor, mas isso nem sempre é possível.»

O empate (1-1) conseguido na primeira “mão”, em Berlim, dá algumas garantias ao técnico, que ainda assim espera um jogo complicado na Luz: «Não é muito fácil uma equipa fazer dois golos ao Benfica, não quer dizer que não possa acontecer. Mas sabemos que o Hertha é uma boa equipa, tirando o Everton, é a mais forte que defrontámos na Liga Europa. Não temos dúvida que vai ser um jogo difícil.»

Jesus torceu pelo Sp. Braga

Jorge Jesus afirmou ainda que torceu pelo Sporting de Braga no duelo com o FC Porto, ontem, no Dragão, encontro que terminou com a vitória (5-1) dos portistas, deixando o Benfica isolado na frente do campeonato.

«Escreveram que eu gostava que tivesse ganho o FC Porto, mas era ao contrário, gostava que tivesse ganho o Sp. Braga», disse, para depois revelar um pressentimento: «Já nos sentíamos em primeiro, mesmo antes deste acerto de calendário.»

Fonte: a Bola

Ramires ausente no regresso de Coentrão



A ausência de Ramires, castigado, e o regresso de Fábio Coentrão, após lesão, são os principais destaques na lista de convocados do Benfica para o jogo de amanhã (17 horas) com o Hertha de Berlim, encontro da segunda «mão» dos 16-avos-de-final da Liga Europa que vai decorrer no Estádio da Luz.

Em relação ao jogo da primeira «mão» - empate a uma bola em Berlim – destaque ainda para o regresso de Sidnei e para as saídas de Moreira, Miguel Vítor, Airton e Weldon.

Eis a lista de convocados:

Guarda-redes: Quim e Júlio César.

Defesas: Maxi Pereira, Sidnei, Luisão, David Luiz e César Peixoto.

Médios: Javi Garcia, Carlos Martins, Ruben Amorim, Di María, Pablo Aimar e Fábio Coentrão e Felipe Menezes.

Avançados: Saviola, Cardozo, Éder Luís, Alan Kardec e Nuno Gomes.

Fonte: a Bola

Maykon «surpreso» com interesse do Sporting



Ontem, a imprensa italiana colocou Maykon na rota do Sporting. O médio brasileiro do Paços de Ferreira mostra-se «surpreso» com o interesse leonino mas revela-se «empenhado» numa eventual transferência para Alvalade.

«Fiquei um pouco surpreso, ficamos sempre contentes quando o nosso trabalho é reconhecido. Para mim, seria um enorme prazer e daria o máximo para não desapontar ninguém. Estou à procura do meu espaço na Liga portuguesa, tenho trabalhado e, se a transferência acontecer, não iria decepcionar», disse Maykon em declarações à Renascença, mostrando-se «totalmente empenhado» em rumar a Alvalade.

Apesar de ter mais um ano de contrato com o Paços de Ferreira, Maykon não acredita que na Mata Real surjam atritos a uma eventual saída: «Assinei um contrato de duas épocas com o Paços de Ferreira. Sempre foram sinceros comigo no clube e acredito que se aparecesse uma proposta de um clube como o Sporting eles não iriam colocar muitos entraves.»

Fonte: a Bola

Trinco Esquerdo



André Amante

Equipa mais valiosa



Nunca o Benfica teve tantos jogadores tão bem cotados. Gigantes da Europa perseguem jóias encarnadas como nunca. Di María, David Luiz, Ramires e Cardozo os mais procurados.

Duas políticas recentes deram este resultado: a mais valiosa equipa de sempre na história do clube da Luz e, muito provavelmente, também a mais procurada. A política de aquisições, aliada à política da SAD, que apostou em manter os melhores jogadores, resistindo à crise se abateu também sobre o futebol explicam tamanha montra de milhões.

À excepção de Quim, pela posição específica que ocupa e pela idade, todos os outros jogadores têm andado na berlinda do mercado futebolístico. E nem por isso o guarda-redes dos encarnados está a realizar má temporada ou deixa de ter procura. Apenas não tem merecido o mediatismo resultante do interesse dos grandes emblemas do Velho Continente.

Angel Di María, que tem o seu nome nas listas de (pelo menos...) Chelsea, Manchester United, Manchester City, Barcelona e Real Madrid, é, talvez, o mais procurado, mas também David Luiz aparece associado a Real Madrid e, recentemente, Bayern Munique. Depois, Ramires, Cardozo, Javi García, Saviola e Aimar, estes dois sempre na moda também na Argentina, ou Luisão, que, apesar dos seus 29 anos, mantém o prestígio e o olhar atento dos grandes clubes.

Fonte: a Bola

domingo, 21 de fevereiro de 2010

FC Porto “cilindra” Sp. Braga e relança luta pelo título



O FC Porto esmagou o Sp. Braga por 5-1, no jogo grande da 20.ª jornada, e reduziu a diferença pontual para os dois primeiros lugares. Raul Meireles, Álvaro Pereira, Falcao (2) e Belluschi apontaram os golos dos portistas, Alan reduziu para os arsenalistas.

Domínio total do FC Porto, a controlar as operações e contendo as tímidas iniciativas ofensivas do Sporting de Braga, que só por duas vezes levou (relativo) perigo à baliza de Helton: cabeceamento de Paulo César (11m) para as mãos do guardião adversário e remate de Alan (13m) às malhas laterais.

Foi pelo flanco esquerdo que o FC Porto conduziu as jogadas mais perigosas, sempre com Varela em destaque de quem saiu o cruzamento para o primeiro golo. Raul Meireles (16m) entrou na pequena área e só teve encostar para o fundo das redes.

A pressão constante sobre a área arsenalistas acabou por voltar a ter resultados práticos aos 34 minutos, quando Álvaro Pereira desferiu um fortíssimo remate a meio do terreno de jogo do Sp. Braga, beneficiando de um desvio de Paulão para dilatar a vantagem do FC Porto.

Dois minutos foram suficientes para que o Dragão voltasse a saciar a fome de golos, novamente com o flanco esquerdo a evidenciar a sua eficácia. Álvaro Pereira colocou em Varela, este cruzou para a zona da pequena área onde apareceu Falcao, oportuno, a facturar. Vantagem indiscutível do FC Porto ao intervalo.

Para a segunda parte, Domingos Paciência reforçou o ataque e lançou Meyong no lugar de Hugo Viana, substituição sem resultados práticos uma vez que a bola dificilmente chegou em condições ao sector mais ofensivo da equipa.

Foi, por isso, mais do mesmo no segundo tempo, com o dragão a lançar fogo até voltar a facturar. Rúben Micael (60m) e Mariano (64m) – que perdida incrível do argentino quando tinha apenas Eduardo pela frente – desperdiçaram duas boas ocasiões e foi Falcao (72m) de cabeça a marcar na sequência de um canto e a «bisar» na partida. Finalmente, Belluschi (83m) – entrara para o lugar de Varela – facturou numa jogada de insistência do FC Porto.

O golo de honra do Sp. Braga surgiu mesmo em cima do minuto 90, com Alan a aparecer ao primeiro poste e a cabecear com sucesso após um livre batido por Luís Aguiar, na esquerda.

Este resultado deixa o Benfica (49 pontos) isolado na liderança, mas relança a luta pelo título. O FC Porto (43) fica a cinco pontos do segundo lugar, ocupado pelo Sp. Braga (48) e a seis do topo da tabela.

Ficha de jogo:

Árbitro: Olegário Benquerença (AF Leiria)

Estádio do Dragão, no Porto

FC PORTO: Helton; Fucile, Rolando, Bruno Alves e Álvaro Pereira; Rúben Micael (Tomás Costa, 68m), Fernando (Valeri, 78m) e Raul Meireles; Varela (Belluschi, 75m), Falcao e Mariano.

Suplentes: Beto, Maicon, Miguel Lopes e Guarín.

Treinador: Jesualdo Ferreira.

SP. BRAGA: Eduardo; Filipe Oliveira, Moisés, Paulão e Evaldo; Olberdam (Rafael Bastos, 66m), Hugo Viana (Meyong, 46m), Mossoró (Matheus, 78m), Luís Aguiar e Alan; Paulo César.

Suplentes: Kieszek, Leone, Miguel Garcia e Renteria.

Treinador: Domingos Paciência.

Disciplina: Cartão amarelo para Mossoró (8m), Raúl Meireles (38m), Paulo César (52m), Fucile (52m), Paulão (54m), Filipe Oliveira (58m).

Golos: 1-0, Raúl Meireles (16m); 2-0, Álvaro Pereira (34m); 3-0, Falcao (36m); 4-0, Falcao (72m); 5-0, Belluschi (83m); 5-1, Alan (90m).

Fonte: a Bola

Ednilson. "Tinha medo do Capello mas era ele o meu guia de museus e monumentos em Roma"



Há dez anos Ednilson substituiu Nakata no Roma-Fiorentina e estreou-se como sénior, lançado por Capello

Pauleta e Boa Morte são os únicos internacionais portugueses que se estrearam na selecção sem ter feito um único jogo na 1.a divisão nacional. O gosto pela aventura levou-os a emigrar bem cedo e só lá fora é que foram vistos cá dentro como jogadores da bola. Ednilson também entra nesse esquema, embora nunca tenha representado a selecção A. Foi, isso sim, um talento que ganhou visibilidade no estrangeiro, mais concretamente em Roma, sob as ordens de um senhor chamado Fabio Capello.

Há precisamente dez anos, Ednilson - campeão de juniores pelo Boavista no Verão anterior, em 1999 - estreou-se como sénior, num Roma-Fiorentina (4-0), para o campeonato italiano. O tempo passou, passou, passou e Ednilson está agora na Geórgia, ao serviço do Dínamo Tbilisi, depois de altos (Benfica e Partizan Belgrado, onde foi campeão sérvio) e baixos (V. Guimarães, Gil Vicente, OFI Creta e AEK Larnaca). Ao telefone com o i, Ednilson risse da efeméride e recorda tudo como se fosse hoje. Mas com saudades desse passado.

Há dez anos, estreou-se como sénior. Em Itália, e logo com Capello. Lembra-se disso?
É pá, obrigado por me devolveres a alegria desse passado. Que glória. Já se passaram dez anos? Chiii, o tempo passa por nós cá com uma velocidade. Bolas, dá que pensar. Estou a rir-me, mas isto não tem graça. A minha vida podia ter sido tão diferente.

Que se passou?
Fui para a Roma aos 17 anos. Na altura, o treinador era o Zdenek Zeman [checo]. Na época seguinte chegou o Capello e ele gostava muito de mim. Mas era sempre suplente com ele, o que era normal porque o plantel tinha muitos talentos para a minha posição, como o Emerson, mas eu queria jogar. E o Benfica interessou-se por mim. Bolas, era o Benfica! O Benfica! Grande em Portugal e em todo o mundo.

A transferência foi fácil?
Sim, apesar de o FC Porto também ter aparecido nesses dias. Mas dei preferência ao Benfica. Antes disso, aconselhei-me com uma série de jogadores, sobretudo os brasileiros, que falavam a minha língua e sempre me ajudaram muito em Roma. Estou a falar de nomes como Cafu, Aldair e Emerson. Mas também ouvi a opinião de Capello.

Que lhe disse ele?
Que se fosse para o Benfica, me ia perder. No fundo, ele teve razão. Também me disse que se eu continuasse em Roma, seria melhor para mim. E a Roma foi campeã nacional no ano seguinte, em 2001. Mas eu queria jogar e saí. Ele [Capello] fez de tudo para me impedir de sair mas...

Como era Capello?
Um senhor. Chamavam-lhe Il Duro, mas é um treinador de topo, muito parecido com o Mourinho [treinador de Ednilson no Benfica em 2001]. Os dois estão a anos-luz da concorrência porque estão sempre atento aos pormenores.

E como pessoa?
Eu tinha medo dele [não te preocupes Ednilson, o Rooney também]. Quando falava com ele, não conseguia olhá-lo nos olhos. É muito fechado, parece que não dá confiança a ninguém mas, de repente, dá-te o mundo. Comigo, foi assim. Eu era dos poucos solteiros do plantel da Roma e passava muito tempo sozinho, porque os casados e os outros com namoradas, mas igualmente muito caseiros, raramente saíam da linha. Estou a rir-me mas é verdade, ainda não tinha a minha mulher [lá ao fundo, ouve-se uma voz feminina e Ednilson ri-se mais ainda]. Acontece que o Capello era o meu guia. Indicava-me que museus visitar, a que monumentos ir, em vez da avenida das lojas.

E o que lhe disse ele antes daquele Roma-Fiorentina?
Pouco, o que estranhei. Até fiquei a olhar para ele, espantado. Estava à espera de uma coisa elaborada e detalhada e ele tranquiliza-me e diz-me só para jogar o que sei.

Fonte: I

Pior média da história



20 GOLOS MARCADOS EM OUTROS TANTOS JOGOS

O Sporting corre o risco de terminar a liga com a pior média de golos marcados da história do clube. Naquele que foi, no conjunto de todas as provas, o sétimo jogo dos leões sem ganhar, o Sporting apresenta o saldo de um golo por jogo, números inéditos desde a década de 30 do século passado, que marca o início da competição.

Nas muitas edições da prova desde então, o mais perto que o Sporting esteve deste patamar foi nos anos 60, por duas vezes, e na temporada de 1989/90. Ainda assim, os 35 e 36 golos marcados em 26 encontros, em 1966/67 e 1968/69, ou os 42 em 34 partidas, há 20 anos, estão longe do escasso pecúlio obtido por Paulo Bento e Carlos Carvalhal (Leonel Pontes dirigiu a equipa num único jogo) ao longo da prova.

A situação é tão ou mais grave se analisarmos o percurso do Sporting longe de Alvalade. Nessa condição, o ataque dos leões, com 9 golos em dez jogos, apenas supera o de cinco adversários:Olhanense (8), V. Setúbal (8), Leixões (5), Belenenses e Naval (3).

Fonte: Record

Transferência nas mãos de Izmailov



Presidente do Lokomotiv diz que o russo assina amanhã mas o médio ainda não decidiu.

A saída de Marat Izmailov do Sporting para o Lokomotiv estará nesta altura nas mãos do jogador, com quem o clube russo ainda não tem acordo totalmente estabelecido.

No entanto, entre os clubes as coisas continuam bem encaminhadas, ao ponto de o presidente dos moscovitas, Nicolay Naumov, dizer que o jogador assina já amanhã. «Penso que na segunda-feira [amanhã] vamos assinar contrato com o Marat», revelou o dirigente à imprensa russa. E logo esclareceu sobre as garantias bancárias, uma das arestas que faltava limar entre os emblemas, conforme adiantou o nosso jornal: «O Sporting já recebeu essas garantias. Está tudo tratado com os portugueses.»

O médio pode realizar também amanhã os indispensáveis exames médicos - o Lokomotiv está a estagiar em Marbelha, pelo que o jogador até pode deslocar-se a Espanha para fazer os testes - e depois, então, se tudo estiver dentro da normalidade, poderá assinará o vínculo.

Isto se o atleta chegar mesmo a acordo com o Lokomotiv. O campeonato russo começa apenas em meados de Março, pelo que Marat Izmailov, mesmo que saia, ainda deve marcar presença nos próximos jogos do Sporting. Assim, o novo contrato, apesar de assinado, deverá entrar em vigor apenas no próximo mês, pelo que os leões devem contar com o jogador com o Everton, na quinta-feira, para a Liga Europa e também no domingo, com o FC Porto, para a Liga.

Fonte: a Bola

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Sporting empata em Olhão (0-0)



O Sporting deslocou-se ao Algarve para defrontar o Olhanense, em jogo da 20.ª jornada da Liga e registou o segundo empate consecutivo a zero.

O leão não consegue levantar a cabeça. Novo empate a zero depois da deslocação a Paços de Ferreira, quarto jogo na liga sem ganhar, sétimo ao todo.

Em noite chuvosa e com muito vento à mistura, o Sporting sem Moutinho e Izmailov começou melhor, aproveitando ainda um terreno pouco castigado.

Sob arbitragem de Pedro Proença, eis as equipas:

OLHANENSE: Ventura; João Gonçalves, Tengarrinha, Miguel Ângelo e Carlos Fernandes; Delson, Castro e Rui Duarte; Paulo Sérgio Toy, 62), Djalmir (Yazalde, 69) e Ukra (Rabiola, 88).
SUPLENTES: Bruno Veríssimo, Anselmo, Pietravallo, Toy, Yazalde, Lionn e Rabiola

SPORTING: Rui Patrício; Abel, Tonel, Carriço e Grimi; Pedro Mendes, Matías (Pereirinha, 65) e Miguel Veloso; Yannick, Saleiro (Postiga, 65) e Liedson
SUPLENTES: Rúben Luís, Polga, Pedro Silva, Adrien, Vukcevic, Postiga e Pereirinha.

Fonte: a Bola

Mossoró, Renteria e Paulo César para o Dragão



As entradas de Mossoró, Renteria e Paulo César são as novidades na convocatória de 18 jogadores de Domingos Paciência para a deslocação ao Dragão este domingo, em jogo da jornada 20.

Ficam de fora Rodriguez e Diogo Valente por lesão, Osvaldo, Peña e Adriano por opção.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Eduardo e Kieszek;

Defesas: Filipe Oliveira, Miguel Garcia, Moisés, André Leone, Paulão e Evaldo;

Médios: Olberdam, Hugo Viana, Luís Aguiar, Mossoró, Rafael Bastos e Alan;

Avançados: Matheus, Paulo César, Meyong e Renteria.

Fonte: a Bola

Nuno: «Vamos voltar a ganhar»



CONFERÊNCIA SUBSTITUÍDA POR COMUNICADO

O FC Porto tinha marcado para hoje, no Dragão, mais uma conferência de imprensa de Jesualdo Ferreira. No entanto, as palavras do professor foram substituídas por uma mensagem do grupo.

Com todo o plantel, equipas técnica e médica no palanque do Auditório José Maria Pedroto, o capitão Nuno sentou-se no centro da mesa e, ladeado por Hulk e Bruno Alves, teceu palavras de revolta motivadas pelos castigos aplicados a Hulk e Sapunaru.

"Na última vez que estivemos aqui todos juntos estávamos muito felizes, pois festejávamos o tetracampeonato. Hoje estamos indignados e revoltados, principalmente o Hulk, mas também o Sapunaru que já cá não está. Queremos manifestar a nossa solidariedade com eles e dizer que ninguém nos vai fazer desistir. Não há ninguém, mas ninguém, que nos vai desviar do nosso rumo. Nós somos tetracampeões. Merecemos respeito. E vamos voltar a ganhar. Juntos, sempre juntos, vamos voltar a ganhar. Não há ninguém, não há injustiça nenhuma, que nos tire a nossa união. Estamos cada dia, cada treino, cada jogo mais unidos. Queremos enviar para todo o país, uma mensagem de indignação pelo que o clube está a viver. E também temos uma mensagem para os nossos adeptos, para toda a gente que gosta do FC Porto: somos Porto, continuaremos a ser Porto e vamos ganhar. Sempre e cada dia mais. Somos Porto e estamos unidos. Não se esqueçam disso...", disse Nuno, antes do grupo voltar a abandonar o auditório.

Fonte: Recorde