sexta-feira, 30 de abril de 2010

Trinco Esquerdo



André Amante

Blogobola

Pede-se aos moderadores que comentem o post para que se possa fazer a actualização da tabela.



Acerte correctamente nos resultados da Liga Sagres e habilite-se a ser o vencedor semanal...

Palestra

Há (Estádio da) Luz no Dragão

Emoção ao rubro na 29ª e penúltima jornada da Liga Sagres. Pela segunda jornada consecutiva o Benfica pode garantir matematicamente o título de campeão nacional, época 2009/2010, dependendo efectivamente apenas de si.
O adversário, Futebol Clube do Porto, não será por certo uma barreira fácil de ultrapassar, já que a história sem o seu peso e nunca o Benfica sorriu para um título nacional em casa do rival da invicta.
Se é certo que Jorge Jesus já ultrapassou qualquer luso que tenha treinado as águias, é ainda mais certo que o Porto tem tido bastantes dificuldades em vencer os encarnados. é preciso recuar até Abril de 2008 para vermos a última vitória azul e branca com golos de Lisandro Lopes no Dragão.
O misticismo em torno deste jogo prende-se também com o facto da deslocação dos adeptos do Benfica ao estádio. Ameaças tristes entre as duas claques podem realmente estragar o espectáculo. Mas um empate (no mínimo) do Benfica, pode fazer do Dragão o inferno da Luz, o que seria, sejamos sinceros, uma humilhação, para a nação portista, tal como o seria se o caso se invertesse.
O Benfica assume o favoritismo que lhe é imposto pela justeza dos números, que lhe dizem que precisa apenas de mais um ponto para carimbar o 32º título nacional da história. O Benfica será campeão esta jornada? Não tenho dúvidas!
O Braga continua na missão inglória de tentar chegar ao título, mas mais do que o título o jogo com o Paços de Ferreira pode dar a Domingos a (mais uma) histórica marca de chegar à Liga dos Campeões com uma equipa que nunca o fizera antes.
Hoje aproveito para falar um pouco da Liga Vitalis onde a emoção é ainda mais contagiante. Oliveirense, Beira-Mar, Portimonense, Santa Clara e Feirense, lutam por dois lugares. Sendo que Beira-Mar e Oliveirense partem em vantagem para esta penúltima jornada. No entanto neste capitulo do campeonato todas as atenções vão estar centradas no Oliveirense - Feirense, que muito pode decidir, ou ainda baralhar ainda mais, caso a equipa da Feira vença.
Uma liga a sério esta Liga Vitalis!
Até prá semana, bons festejos para quem tiver razões para isso, Far-play, recomenda-se a quem tiver menos razões para estar contente.

Simão Santana

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Galeria D' arte

Esta semana, a pedido do nosso comentador portista João Ruela, aqui fica um grande golo de Guarín ao serviço da sua selecção.

Resultados Blogobola

O vencedor semanal por parte da moderação foi Jorge Honório com 10 pontos, que continua assim a aumentar a sua vantagem para os seus perseguidores. Nos users, o vencedor semanal foi John Wakefield com 6 pontos, que mais uma vez volta a escrever o seu nome na lista de vencedores semanais.

Ronaldo: «FC Porto deve reconhecer que Benfica foi o melhor»



Faz-lhe espécie assistir ao clima de guerra permanente no futebol português. Sobre o título, diz que o FC Porto deve reconhecer o mérito do Benfica, equipa em cujo futebol ofensivo se revê, elogiando Di Maria. Em conversa franca durante a apresentação do equipamento da selecção em Madrid, Cristiano Ronaldo falou também da Selecção e do Real.

- Como é que acompanha o receio das entidades públicas a respeito do FC Porto-Benfica no que à segurança diz respeito?
- Muitas das vezes aquilo que as pessoas fazem cá fora influencia os jogadores. Estou a falar dessa guerra dos adeptos uns contra os outros. Jogo futebol há tanto tempo e ainda não consigo entender isso. Ser do Benfica, Sporting ou FC Porto é algo que tem de ser respeitado mas isso não se tem verificado em Portugal, o que é mau para nós: para o país e para o futebol. Não é à porrada que se colocam as coisas em pratos limpos. Deixo o apelo para que desfrutem do futebol, levem os filhos e as mulheres. Pensar em guerras só torna o Mundo pior. Vai ser um jogo especial, toda a gente quer ver e desejo que não se passe nada.

- Como praticante, imagina o que passa pela cabeça dos jogadores do Benfica, que podem ser campeões em casa do FC Porto? E o que pensam os jogadores do FC Porto que podem ver a consagração do rival na própria casa?
- Isso faz parte do futebol. Se o Benfica ganhar é porque merece. A jornada já estava marcada. O FC Porto, pela experiência que tem, tem de saber que isso pode acontecer. Lembro-me de há quatro épocas quando o Chelsea foi a casa do Manchester United já campeão e nós fizemos duas filas e aplaudimos os jogadores adversários à entrada [faz clap, clap com as mãos]. São coisas normais, temos de respeitar os adversários e temos de dar o braço a torcer a quem ganha um campeonato. Quem ganha é porque foi melhor e [o FC Porto] deve reconhecer que ganha quem merece ganhar.

«Agrada-me o futebol praticado pelo Benfica»
- Revê-se no futebol ofensivo do Benfica?
- O futebol do Benfica agrada-me. Temos de ser justos, claros e honestos: a equipa mais forte do campeonato é o Benfica. É a equipa que joga o futebol mais atractivo e bonito.

- Há notícias que falam do interesse do seu clube em Di Maria. Tem valor para jogar no Real Madrid?
- Está a fazer uma grande época no Benfica, é um grande jogador, tem sido abordado por grandes clubes. Só ele saberá do seu futuro mas tem valor para jogar em qualquer equipa.

- Tem-se perguntado o que pode fazer a Selecção no Mundial, mas desta vez fazia a perguntava ao contrário: o que não pode fazer a Selecção no Mundial?
- Não cometer erros infantis, não deixar de lutar e acreditar, não deixar de ter sempre esperança, pensarmos que tudo é possível. Sabemos que a primeira fase será complicada mas a partir daí tudo pode acontecer.

- Acha que esta é uma oportunidade de ouro para a Selecção?
- Claro que sim, por aquilo a que assistimos na fase de qualificação. Passou-me pela cabeça não estar no Mundial mas as coisas correram bem e agora vamos dar uma resposta positiva. Vamos ter bastantes dias juntos no estágio, demasiado tempo juntos até [solta uma gargalhada] mas isso vai ajudar bastante para reforçar o espírito de grupo. Vai ser positivo, o mister Carlos Queiroz vai ter tempo para conhecer melhor os jogadores e criar uma base sólida.

Fonte: a Bola

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Lista Preferencial

Castro e Ukra



Esta semana apresento algo diferente. Desta vez são dois jogadores de uma assentada só. Ukra e Castro têm muito em comum: jogam na Olhanense, são jogadores do Porto e ambos deram excelentes sinais de grande potencial já desde o ínicio da época.
Castro destingue-se pela sua dinâmica no meio-campo, um poço de força que tem uma boa meia-distância. Ukra por sua vez é um desiquilibrador nato que não se perde em rodriguinhos e vai directo ao assunto (área adversária). Tem uma técnica muito boa e no último jogo frente ao Benfica, em que praticamente toda a equipa foi uma nulidade, era o único que remava contra a maré. Ambos são do melhor que os sub-21 nacionais apresentam.
Hoje como não me quero alongar deixo uma pergunta no ar. Será que ambos não são bem mais úteis (mesmo já nesta época) que Marianos, Valeris, Tomás Costas, Prediguers e afins???
É certo que primeiro precisam de rodar para amadurecer e ganhar esperiência, mas veja-se onde anda por exemplo Paulo Machado. E não me digam que no Porto desta época não dava jeito, porque é raro o médio sul-americano do plantel portista que seja melhor que ele!

João Vasco Nunes

Seleção Nacional é a 3.ª melhor do mundo

PORTUGAL SÓ É SUPERADO POR BRASIL E ESPANHA

A mês e meio do arranque do Mundial'2010, Portugal ocupa pela primeira vez o pódio da classificação da FIFA, sendo apenas superado por Brasil (1.º) e Espanha (2.º), que trocaram de posições.

Portugal, que tinha como melhor registo o quarto lugar, em março de 2001, janeiro e fevereiro de 2002 e março de 2010, ultrapassou a Holanda, passando a contar 1.249 pontos, contra 1.221 da formação "laranja".

A subida da formação das "quinas" tem a ver com os pontos de março de 2009, que "caíram", pois não disputou qualquer encontro, oficial ou particular, desde a publicação do último "ranking", a 31 de março.

A tabela tem também um novo líder, já que o pentacampeão mundial Brasil voltou a ultrapassar a Espanha, que liderava desde novembro de 2009, passando de uma desvantagem de 13 pontos para uma vantagem de 46 (1.611 contra 1.565).

No "top 10" registaram-se ainda mais alterações, com as subidas de Argentina (9.ª para 7.ª) e Croácia (10.ª para 9.ª) e as descidas de Inglaterra (7.ª para 8.ª) e França (8.ª para 10.ª).


"Ranking" da FIFA de 28 abril de 2010 (classificação a 31 de março):

1. (2) Brasil 1.611 pontos
2. (1) Espanha 1.565
3. (4) Portugal 1.249
4. (3) Holanda 1.221
5. (5) Itália 1.184
6. (6) Alemanha 1.107
7. (9) Argentina 1.084
8. (7) Inglaterra 1.068
9. (10) Croácia 1. 052
10. (8) França 1.044

Everton contrata João Silva



João Silva, estrela em ascendão do Desp. Aves, assinou pelo Everton. Os ingleses ganharam a corrida a diversos clubes portugueses e espanhóis, como Benfica, FC Porto, Sporting, Sp. Braga e Deportivo.

Os toffees terão desembolsado, segundo indica a SkySports, perto de 580 mil euros pelo passe do avançado, segundo melhor marcador da Liga Vitalis, com 14 golos.

João Silva assumiu estar «feliz, porque ir jogar para a Premier League é um jogo de qualquer futebolista. É a melhor Liga do Mundo». Já sobre o Everton, o português salientou que «é um grande clube» e assumiu que tem estado atento à equipa através da televisão, vincando que «tem grandes jogadores».

«Pelas minhas características, acredito que [Inglaterra] será perfeita para mim. Vai ser uma grande mudança para mim, mas tenho ambição e vou manter uma atitude positiva», soltou o português que vai actuar na próxima época no Goodison Park.

Fonte: a Bola

Desafio Difícil

Esta semana tem que nos dizer qual o Mundial de Futebol em que três prisioneiros fugiram da prisão por os guardas estarem a assistir aos desafios na TV???

Acerte e habilite-se a escrever na rubrica semanal "Expert da Bola"...

After Hours

A jornada 28 da Liga Sagres abriu na sexta-feira com o Rio Ave - Marítimo. Num jogo onde apenas os madeirenses ainda tinham algum objectivo (Europa, o futebol não foi de grande nível e assim as ocasiões de perigo foram raras. Desta forma não é de estranhar o empate a zero no final da partida.
No sábado mais dois jogos e logo a envolver dois grandes. Primeiro o Porto deslocou-se a Setúbal, onde enfrentou o Vitória local. E os dragões voltaram a mostrar o bom momento que atravessam, goleando por 5-2 os sadinos. Num jogo razoável (com momentos bons), os azuis e brancos mostraram a sua clara superioridade, alcançando uma vitória inquestionável.
Depois foi a vez do líder Benfica receber o Olhanense. Jogo de sentido único, onde os encarnados voltaram a mostrar todo o poderio que possuem. Assim, as águias golearam por 5 golos sem resposta, esmagando a equipa de Jorge Costa e ficando a apenas um ponto do título nacional.
O domingo abriu com jogo de aflitos: o Leixões recebia a Académica com o intuito de continuar a sua luta pela permanência. Contudo, no final, foram os estudantes a sorrir, já que venceram por 3-1, de forma justa, e selaram a manutenção entre os grandes do futebol português.
À mesma hora defrontaram-se Nacional e Paços de Ferreira, num jogo onde os da casa foram superiores e fizeram por merecer a vitória. Contudo, esta não surgiu, já que o jogo terminou empatado a um golo, o que penaliza a luta europeia dos madeirenses.
Depois foi a vez do Braga ir a jogo, sabendo que se não vencesse o Benfica seria automaticamente campeão. Mas os pupilos de Domingos não facilitaram e na visita à Naval venceram por 4-0, numa grande exibição, não dando qualquer hipótese à equipa de Augusto Inácio.
A fechar o domingo de futebol, o Leiria recebeu o Sporting. A equipa da casa que ainda sonha com a Europa enfrentava os leões que já não têm nada a ganhar ou a perder neste campeonato. O resultado, de 1-1, acaba por penalizar mais os objectivos leirirenses, que fica com a Europa mais longe. Contudo, dentro do relvado, seriam os verdes e brancos a merecer a vitória, já que criaram ocasiões mais do que suficientes para isso.
A fechar a jornada, na segunda-feira, o Guimarães recebeu o Belenenses e venceu por 2-0, deixando a Europa muito perto de ser alcançada. A vitória é justíssima e é ainda mais relevante pois decidiu matematicamente a descida do Belenenses à Liga Vitalis, algo que se adivinhava à muito tempo...
Esta semana temos 6 "Belas": Falcão, pelos dois golos que marcou e por não desistir na luta para ser o melhor marcador da Liga; Cardozo, pelo hat-trick que marcou, respondendo ao bis de Falcão e mantendo-se no 1º lugar dos artilheiros; Di María, por mais duas assistências para golo, nomeadamente a primeira, de letra, só ao alcance dos melhores; Djuricic, pela exibição monstruosa que fez contra o Sporting, evitando a vitória leonina praticamente sozinho; Luís Aguiar, por marcar dois golaços e principalmente ser o cérebro do Braga; e o Braga, que a duas jornadas do final ainda pode ser campeão e, diga-se a verdade, fez um campeonato sensacional.
Já os "Monstros" são 2: Delson e o Belenenses. O primeiro por ter sido expulso em 7!!! minutos, sensivelmente, algo inaceitável para um profissional; o segundo por ter confirmado o óbvio esta jornada: voltou a perder e desceu de divisão, com apenas duas vitórias!!! em 28 jogos. Muito fraco.

Vitor Madeira

terça-feira, 27 de abril de 2010

Pontapé de Baliza

Parte I




Parte II

Canto Curto

Os três grandes e o enorme...

No futebol português sempre se fez a distinção entre aqueles que eram os três grandes e os outros todos, ou seja, o(s) resto(s). Em curtos espaços de tempo raras aparições foram feitas, como o Boavista campeão, ou o Guimarães de há três épocas atrás. Certo é que o tempo se encarregou de os voltar a colocar no lugar deles, nos tais "restos", sem que a tentativa de se afirmarem como 4º grande fosse bem sucedida.
Nos dias que correm temos assistido ao fenómeno Braga. O Bragão de Domingos Paciência que, por ironia ou não, consegue adiar constantemente o mais que previsível título do Benfica. Repare-se que o Benfica se perder no Dragão poderá ser campeão apenas na última jornada, ou nem ser caso acuse a pressão da responsabilidade da vitória na recepção ao Rio Ave. É certo que o Benfica a ser vencedor é um justo campeão, o melhor Benfica dos últimos 20 anos, e comparando com outras equipas só o Porto de Mourinho se equivale. Foi sem dúvida a equipa que mais espéctaculo deu. Mas raparem que a melhor equipa a praticar futebol dos últimos anos, pode eventualmente chegar à 30.ª jornada sem ser campeã. No mínimo curioso. Algo que vai retirar algum mérito à conquista e levantar a especulação dos túneis nas bocas dos adeptos rivais. Lembremo-nos dos últimos títulos do Porto, que sem a espectacularidade do Benfica de Jesus, foi campeão a maior parte das vezes com muita antecedência e sempre pode festejar em casa com os cabelos pintados e afins. O melhor Benfica dos últimos anos pode sofrer a particularidade de nem isso conseguir fazer. Em caso do Porto vencer no Domingo, resolve-se tudo na última jornada e os cabelos pintados e a festa antecipada tem que ficar para outro ano alhures no tempo.
Com isto não quero retirar mérito ao Benfica, até porque comparado com os últimos anos do Porto de Jesualdo acho a equipa da Luz equivalente, senão melhor. Quero sim destacar quem não permite a festa desejada do Benfica. O super Braga.
Se olharmos para as últimas conquistas de Jesualdo, este Braga, talvez tivesse até conseguido superar o Porto pentacampeão. Os guerreiros do Minho estiveram perto de 20(!) jornadas na liderança e depois de a perder nunca cederam na perseguição ao líder. Só uma nódoa no registo, a meu ver, Domingos não quis discutir o jogo na Luz. O jogo que provavelmente deu o título ao Benfica. Domingos foi jogar, como se estivesse a orientar o Braga de há 4/5 anos atrás, um Braga em 4º,5º ou 6º lugar. Se Domingos tivesse assumido um Braga à "grande" na Luz, sem medos e sem receios, talvez nesta altura a tabela da Liga estivesse diferente.
Domingos não se assumiu como um grande, mas justiça seja feita, o Braga não tem que lutar para ser o 4º grande, mas tem que se tentar manter o Braga "Enorme" que tem mostrado ser. Esta ponta final bracarense tem sido algo de grande nível, veja-se o 4-0 à Naval, numa jornada que a pressão estava toda do seu lado, onde não podiam vacilar. Só uma equipa "enorme" pode retardar o título da equipa mais vistosa dos últimos anos em Portugal. Por outro lado, se este Braga não fosse enorme então como classificaríamos o Sporting desta época...

João Vasco Nunes

André Santos garantido no plantel do Sporting 2010/11



O desenho do Sporting versão 2010/11 vai ganhando forma e nele há espaço para André Santos, médio que os leões emprestaram ao União de Leiria nos últimos meses mas que se preparam, apurou A BOLA, para fazer regressar à base para integrar o plantel para a próxima temporada.

O crescimento do jogador tem sido atentamente seguido pelos responsáveis leoninos - os leões, diga-se, já o quiseram resgatar em Janeiro passado, mas essa situação não estava devidamente salvaguardada no contrato de empréstimo assinado com os leirienses... -, ele que é um dos totalistas da Liga, com 2520 minutos jogados, situação que lhe permitiu ganhar uma enorme experiência competitiva, factor essencial para que possa abraçar com outra confiança o desafio que é vestir a camisola da principal equipa de um dos grandes de Portugal.

Fonte: a Bola

Pérolas do FM

Esta semana fiquem com o prodígio Alexis Sanchez, um jovem chileno que hoje-em-dia brilha na Udinese, mas que há muitos anos já brilhava nos pc´s de todos nós nas últimas versões do FM...

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Trinco Esquerdo



André Amante

29.ª jornada: FC Porto-Benfica e todos os jogos às 20.15 horas de domingo



Os oito jogos da 29.ª e penúltima jornada da Liga serão disputados domingo, dia 2 de Maio, a partir das 20.15 horas.

O anúncio foi feito, esta segunda-feira, pelo organismo que rege o futebol português, em comunicado divulgado no site oficial.

Dos oito encontros, três serão objecto de transmissão televisiva: o “clássico” FC Porto-Benfica (Sport TV), o Sporting-Naval (RTP1) e o Sp. Braga-Paços de Ferreira (Sport TV).

Programa da 29.ª jornada:
Rio Ave-V. Guimarães
Marítimo-V. Setúbal
FC Porto-Benfica
Belenenses-U. Leiria
Olhanense-Leixões
Sporting-Naval
Académica-Nacional
Sp. Braga-P. Ferreira

Fonte: a Bola

Karadas: "O penálti contra o Estoril? É claro que o árbitro errou"

Pronto, quem fala verdade não merece castigo. O avançado norueguês que agora é defesa na Turquia assume um dos lances da época 2004/05



Karadas até pode não ficar na história como um grande avançado (aliás, por alguma razão agora é defesa no Kasimpasa) mas foi campeão no Benfica e esteve em campo naquele polémico Estoril-Benfica no Estádio do Algarve, há precisamente cinco anos. Já agora, o leitor lembra-se do que aconteceu no jogo da primeira volta?

Karadas. Tudo bem? Como é que me diz para lhe telefonar quando está a começar o Inter-Barça [meia-final da Liga dos Campeões]?

Pois é... mas deitei agora os meus filhos e tem de ser agora. Então e por aí? Como estão as coisas?

O Benfica prepara-se para ser campeão. O FC Porto teve um ano nada habitual, o Sporting está em quarto e a grande surpresa é o Braga.

Que aconteceu em Braga?

Tem vindo a fazer boas épocas, tem mantido bons jogadores e este ano estreou um treinador, Domingos, que fez um bom trabalho.

Ah, Domingos, sei quem é.

Mas fale-me de si. Está a jogar na Turquia? Nasceu na Noruega mas Karadas é um nome turco, certo?

É verdade, nasci e fui criado na Noruega mas recebi o nome do meu pai, que é turco. A vida é excelente em Istambul, mas é claro que não se compara a Lisboa. Vim para aqui a pensar jogar mas de caminho sempre posso descobrir a língua e alguns familiares. O azar [que por acaso é o primeiro nome de Karadas] é que estou lesionado e a época não me está a correr lá muito bem.

Se tem saudades de Lisboa deve ser daqueles que ainda seguem o Benfica.

Claro, sigo a Liga portuguesa e vi alguns jogos na Liga Europa - têm grande equipa, espero que sejam campeões. Vivi isso e foi fantástico, o estádio e as ruas cheias de gente! Para mim foi tudo novo, vinha de um país como a Noruega, coisas dessas só tinha visto pela televisão. Depois encontrei jogadores como Simão, Luisão e Nuno Gomes... O Benfica não ganhava o campeonato há 11 anos, meu Deus!

Lembra-se como foi parar ao Benfica?

Tinha de escolher o Benfica, apesar de ter outras propostas de clubes europeus. Houve muito empresário metido no meio mas foi o Trapattoni que me levou, percebi que me queria quando falei com ele e com José Veiga, em Lisboa. A época até começou bem mas depois ficou mais difícil jogar com frequência.

No início marcou logo dois ao Beira-Mar.

Pois foi. Fantástico! E ganhámos 3-2! [Petit fez o outro golo, Alcaraz e Beto marcaram para o outro lado].

Não é propriamente o mais tecnicista do mundo. Como foi integrar-se entre jogadores como Simão e Nuno Gomes?

Sabia que o futebol português era outro nível para mim mas esforcei-me e ajudaram-me muito. Na Noruega somos atletas de força, temos equipas de organização, em Portugal ganha-se liberdade, o papel não é fixo, cada um só depende da sua inspiração.

Não tinha sido defesa central antes de chegar ao Benfica?

Sim. E voltei a ser, agora sou outra vez! Depois do Benfica passei por Inglaterra [Portsmouth] e Alemanha [Kaiserslautern]. Foi aí que voltei à defesa. Às vezes, quando é preciso, lá vou à frente nos minutos finais do jogo para tentar um golo. Na Noruega sempre me disseram que deveria ter sido sempre central.

Se é especialista da defesa e do ataque, então diga lá como se arranca um daqueles penáltis como o que inventou contra o Estoril, no célebre mergulho no Estádio da Luz?

[Gargalhada; e outra...] Pois, eu sei que se fala muito desse penálti, basta ir à internet...

É o penálti da época. Conte lá.

Bom, foi penálti... Quer dizer, eu tinha dois defesas à minha frente, não me lembro de ter decidido nada, talvez me tenha dado um blackout e instintivamente tentei passar por eles e atirei- -me. Os árbitros por vezes erram e é claro que o árbitro desse jogo também errou [era Paulo Pereira, de Viana do Castelo, que em 2008 abandonou o apito desiludido com o sector]. Mas foi bom para nós, ganhámos [2-1, dois golos de Simão depois de João Paulo abrir o marcador].

Há precisamente cinco anos, a 24 de Abril, o Benfica voltou a jogar contra o Estoril, na célebre casa emprestada do Algarve. Entre tanta polémica, como foi aquela semana?

Lembro-me da confusão mas, sabe, como eu não percebia quase nada de português só mais tarde é que entendia a dimensão das coisas. Acabámos por vencer esse jogo, fizemos 2-1 [Luisão e Mantorras, depois de Paulo Sousa], foi um resultado importante naquela fase [30.a jornada] porque demos a volta ao resultado. Essas vitórias fazem as equipas crescer, ganham confiança.

Não falava português, como se fazia entender no balneário?

Tive aulas, depois comecei a perceber a linguagem do futebol, "direita", "esquerda"... e por aí fora. Também tinha alguma sorte porque havia muita gente que falava inglês. De resto, passava mais tempo com o Fyssas, ele era o meu colega de quarto nos estágios, mas tinha muitos amigos na equipa.

E como se entendia com Trap?

Para mim era simples, chegava ao treino e tentava fazer o melhor.

Houve um dia em que Trapattoni o deixou de fora de um jogo de treino e o mandou embora para o balneário. E o Karadas ficou no túnel a olhar como se não acreditasse no que se estava a passar... Que se passou?

Pois... ainda hoje não sei. Na Noruega só tinha de chegar ao treino e trabalhar, no Benfica era tudo mais evoluído e diferente, não imaginava que aquilo me podia acontecer, ficar à parte. Se calhar era normal. E pronto, lá fiquei no túnel a ver o treino dos outros, ainda hoje sem perceber bem porquê.

Nessa altura foi deixando de jogar com tanta frequência. Depois foi emprestado e quando chegou à Alemanha parou devido a uma doença estranha.

Como é que eu explico isto... É um problema que surge quando se treina muito, quando se treina até destruir o sistema imunitário. O meu corpo ficou descontrolado uns meses, tive de me reconstruir e isso demorou mais de meio ano. Foi duro, estava a jogar, a ser importante e depois tive de parar tanto tempo. O meu corpo fez off, estava cansado 24 horas por dia, não recuperava. Agora estou a 100%.

O erro foi seu ou dos seus treinadores?

Fui eu, fui eu... Fui ao médico, fiz exames na Alemanha e na Noruega, ao fim de algumas semanas percebi que fui eu, tinha acabado com a minha gasolina. Estava a ir sempre ao limite, dei tudo, queria estar em forma e abusei.

Que história é essa de ter o número 99 na camisola? Muito bem, Vítor Baía também o teve, mas o 9 geralmente é coisa de avançado que marca golos.

Ah, não é nada de especial. Foi o que me sugeriram e eu aceitei, quero é um número para jogar.

Quem está farto de marcar golos na Turquia [Kayserisport] é o Makukula. Conhece-o?

[Gargalhada] Claro, mas que época fantástica ele está a fazer [21 golos]! Mas que lhe aconteceu aí no Benfica?

Foi contratado a meio da temporada de 2007/08, não fez golos e se calhar a confiança foi-se abaixo. Depois acabou emprestado e agora é visto como uma boa opção para ir ao Campeonato do Mundo.

Acho que sim, convoquem-no! Ele é fortíssimo dentro da área, é muito difícil tirar-lhe a bola. Joguei contra ele há umas semanas e marcou um grande golo. Não o marquei homem-a-homem, nós jogamos com marcação à zona...

E o Karadas, já marcou o golo da sua vida?

Não sei, mas um dos meus melhores golos foi pelo Benfica, contra o Nacional [remate de 30 metros, sem hipótese para Hilário, que está hoje no Chelsea].

Lembro-me de outro de livre directo, pela selecção sub-21 norueguesa, contra Portugal.

Ah, sim! E quem estava nessa equipa?

Ronaldo, Quaresma, Makukula, Bruno Alves...

Essa gente toda? Tem de me mandar esse onze inicial! Lembro-me do Ronaldo, era um espanto...

Mas o Karadas era número 10 e marcava os livres porquê?

Na selecção sub-21 era número 10 e capitão, jogava à frente ou à defesa, consoante o treinador entendia. Marquei golos de livre mas esse foi o melhor.

E contra o Benfica, pelo Rosenborg, aquele de cabeça à entrada da área! Foi esse que lhe deu a transferência?

Não sei, se calhar foi, mas nunca mo disseram. Foi um golo à Karadas, mostrou a minha força. Sabe, aos 28 anos sinto essa força e estou apostado em ficar mais uns tempos pelos campeonatos no Sul da Europa. Quando estava na Alemanha voltei à Noruega [Brann] por causa da minha família, agora quero ficar por aqui, quem sabe regressar a Portugal - deixei aí bons contactos.

O Benfica já lhe pagou os prémios de jogo que lhe ficou a dever?

Sim, sim, tudo resolvido. O meu empresário falou com pessoas do clube e lá se entenderam.

Karadas, obrigado pela atenção.

OK, adeus.

Fonte: I

Sporting empata em Leiria (1-1) e adia quarto lugar



O Sporting desperdiçou hoje a oportunidade de garantir já o quarto lugar na Liga. Os leões empataram em Leiria (1-1) e estão agora a dois pontos (ou um empate do V. Guimarães) de o conseguirem.

U. Leiria e Sporting encontravam-se numa partida muito importante para os dois emblemas: os leões tinham de ganhar para assegurarem já o quarto lugar. O U. Leiria tinha de ganhar para tentar manter-se na corrida por um lugar na Liga Europa.

Começaram melhor os leões, que aos 15 minutos viram Liedson fazer o 1-0. Continuaram melhor, sobretudo durante a primeira parte, destacando-se o russo Izmailov pela positiva e Yannick pelas oportunidades desperdiçadas.

Durante o intervalo, no entanto, Lito Vidigal, treinador do U. Leiria, fez alterações na estratégia de jogo e a verdade é que acabou por ser feliz. Aos 49 minutos Cássio aproveitou o espaço que lhe foi dado dentro da área na sequência de um pontapé de canto e cabeceou para o golo do empate.

Até final, procurou o Sporting novo golo, mas Djuricic, muito atento, mostrou porque razão é um dos melhores guarda-redes da liga, segurando o empate.

Com arbitragem de Marco Ferreira (AF Madeira), as equipas alinham:

U. LEIRIA – Djuricic; Hugo Gomes, José António, Diego Gaúcho e Patrick; Marco Soares, André Santos, Silas e Paulo Vinícius; Cássio e Carlão.

Suplentes: Hélder Godinho, Vitor Moreno, Mamadou Tall, Elias, Rafael Bitencourt e Ouattara.

SPORTING - Rui Patrício; João Pereira, Tonel, Daniel Carriço e Grimi; João Moutinho, Pedro Mendes, Miguel Veloso e Izmailov; Liedson e Yannick Djaló.

Suplentes: Tiago, Abel, Polga, Pereirinha, Adrien Silva, Matías Fernández e Hélder Postiga.

Fonte: a Bola

domingo, 25 de abril de 2010

Sp. Braga goleia Naval e continua a lutar pelo título



Os arsenalistas voltaram a vencer e desta vez com uma grande exibição, que culminou com uma goleada (4-0) infligida à Naval, em jogo da 28.ª jornada da Liga. O Sp. Braga mostrou que a luta pelo título continua acesa.

Os minhotos, que contaram com uma enorme falange de apoio (mais de sete mil adeptos), adiantaram-se no marcador logo aos 25 minutos, através de grande golo de Luís Aguiar. Na conversão de livre directo, o uruguaio fez um remate indefensável para Peiser.

Ainda antes do final do primeiro tempo, Matheus fez o segundo dos “guerreiros”. Também de bola parada, mas agora de canto cobrado por Luís Aguiar, na direcção do primeiro poste, onde apareceu Alan a desviar para o compatriota brasileiro emendar.

Já na etapa complementar, mais um golo na sequência de pontapé de canto. O terceiro do Braga foi apontado por Paulão, de cabeça, assistido por Luís Aguiar, a segunda assistência do uruguaio do jogo.

Para Luís Aguiar terminar a exibição da melhor forma só faltaria fechar a contagem com um golo fantástico. E foi isso mesmo que aconteceu. Hugo Viana fez um excelente passe longo, o médio sul-americano desmarcou-se bem entre os centrais navalistas e, isolado, faz um monumental chapéu de primeira a Peiser, a cinco minutos do apito final.

Com este triunfo, os bracarenses continuam com os seis pontos de diferença para o topo da classificação, forçando o Benfica a pontuar numas das duas próximas jornadas da Liga. Os cinco pontos de vantagem sobre o FC Porto também se mantêm, abrindo caminho para a presença arsenalista na próxima edição da Liga dos Campeões.

No Estádio José Bento Pessoa, sob arbitragem de Jorge Sousa, as equipas vão alinhar:

NAVAL: Peiser, Carlitos, Real, Diego Ângelo, Gómis, Camora, Lazaroni, Godeméche, Giuliano, Michel Simplício, Fábio Júnior.

Suplentes: Jorge Baptista, José Mário, Lupéde, Davide, Alex Hauw, Marinho, Bolívia.

SP. BRAGA: Eduardo, Evaldo, Paulão, Rodríguez, Filipe Oliveira, Andrés Madrid, Luís Aguiar, Alan, Paulo César, Matheus, Rentería.

Suplentes: Kieszek, Miguel Garcia, André Leone, Hugo Viana, Diogo Valente, Meyong, Adriano.

Fonte: a Bola

História Mundial


M É X I C O
1 9 7 0

Um truque de magia para o Brasil, que bateu a Inglaterra na final, ganhando definitivamente a Taça Rimet. Aqui aconteceu também a lendária semifinal entre a Itália e a Alemanha, que terminou os dois tempos regulamentares a 1-1, sendo depois marcados cinco golos no prolongamento.

*Pela primeira vez, os dois finalistas eram anteriores detentores do título. O mesmo se verificou com todos os quatro vencedores do primeiro lugar, um acontecimento que apenas voltaria a acontecer em 1990.

*Durante as meias-finais entre a Itália e a Alemanha, vinte e três prisioneiros fugiram de uma prisão mexicana quando os guardas se encontravam distraídos a ver o desafio na televisão.

*Pela primeira vez num Mundial de Futebol, as equipas tinham 13, em vez de 11, jogadores. A partir desta edição do Campeonato, foram permitidas substituições de jogadores em qualquer momento do jogo.

NÚMEROS DO MUNDIAL

*Final: México, 31 Maio a 21 Junho
*Participação das equipas na fase de apuramento: 75
*Equipas que participaram nas finais: 16
*Espectadores presentes nas finais: 1 606 200
*Desafios disputados: 32
*Golos marcados: 95
*Média de golos: 2,97

E O VENCEDOR FOI...
Equipas Finalistas: Bélgica, Brasil, Bulgária, Peru, Checoslováquia,
El Salvador, Inglaterra, Israel, Itália, Marrocos, México,
Roménia, Rep. Fed. Alemanha, Suécia,
URSS, Uruguai

Meias-Finais
Brasil - Uruguai 3-1
Itália - Rep. Fed. Alemanha 4-3

3º Lugar
Rep. Fed. Alemanha - Uruguai 1-0

Final
BRASIL - Itália 4-1


Simão Santana

Águia com Olh(ã)o no título

Benfica goleia Olhanense (5-0) com hattrick de Cardozo e está a um ponto do título



O Benfica venceu esta noite o Olhanense (5-0) e está a um ponto apenas de conquistar o 32.º título de campeão nacional.

Num jogo para o qual já se previa ambiente de festa, os adeptos praticamente encheram o Estádio da Luz. Aos três minutos já milhares de gargantas gritavam golo. Foi de Óscar Cardozo e foi fácil de mais: de penalty, por mão desnecessária de Delson na área do Olhanense.

Delson, aliás, foi o melhor amigo dos benfiquistas nesta noite de sábado. O médio do clube algarvio interrompe, com uma falta dura, corrida de Di Maria. Resultado: vê segundo amarelo e deixa o Olhanense, a perder, com apenas 10 elementos em campo.

O Benfica tinha caminho aberto para a vitória e aproveitou para pisar no acelerador. Sem correr riscos na defesa, o treinador Jorge Jesus viu os seus jogadores criarem as melhores oportunidades de golo. E aos 18 minutos viu mesmo o argentino Di Maria concluir com um tiro certeiro uma rápida jogada iniciada por Pablo Aimar. Dois zero para a águia, bandeiras e cachecóis ao vento. A vitória tornava-se cenário cada vez mais real. E, em caso de vitória, o Benfica ficava a apenas um ponto de se sagrar campeão, quando ficam a faltar duas jornadas. Motivo óbvio para festa.

Com Cardozo visivelmente diminuído do ponto de vista físico, o Benfica procurou a partir do 2-0 jogar para o avançado paraguaio. Por duas vezes o goleador foi apanhado fora-de-jogo até ao intervalo, altura em que parecia já inevitável a substituição.

Acontece que Cardozo se aguentou em campo, apesar de em esforço. E foi recompensado aos 54 minutos, momento em que recebeu um incrível passe de letra de Di Maria e fuzilou para o fundo da baliza.

Dois minutos depois, de novo a dupla maravilha do Benfica funcionou na perfeição, com Di Maria a ir à esquerda e a cruzar para o centro da área, onde Cardozo voltou a marcar. Foi o 24.º golo do paraguaio na liga, o que o deixa na liderança da tabela dos melhores marcadores com mais um que Falcao, do FC Porto.

Correspondendo ao apelo que vinha das bancadas («só mais um»), o Benfica fez o quinto golo aos 80 minutos, através de Aimar que fica com a bola na área e a empurrou para o fundo da baliza.

Cardozo, logo a seguir, teve nos pés o 6-0, mas a bola saiu ao lado, após passe monumental de Di Maria, jogador que ainda forçou Bruno Veríssimo a uma boa defesa.

O Benfica está a um ponto de sagrar-se campeão nacional, mas pode conquistar o título já amanhã mesmo sem jogar. Basta para isso que o Sp. Braga não vença o jogo com a Naval.

Recorde aqui as incidências da partida

Fonte: a Bola

Dragão fez pescaria no Sado

Porto goleia Setúbal (5-2) com dois tentos de Falcão para a "guerra" da Bota de ouro



O FC Porto infligiu uma goleada ao V. Setúbal (5-2) no Bonfim, em jogo da 28.ª jornada da Liga. Guarín voltou a estar em destaque, a par de Falcao. O duo colombiano rubricou uma exibição de encher o olho.

Os sadinos tiveram um início muito bom e chegou mesmo a cheirar a golo. Mas passado o momento de sufuco, os dragões superiorizaram-se ao adversário e acabaram por inaugurar o marcador, aos 14 minutos, por Falcao. O colombiano fez o primeiro dos «azuis-e-brancos» na sequência de canto cobrado por Raul Meireles.

Até à passagem da primeira meia-hora, o FC Porto controlou o jogo, mostrando ser superior ao Setúbal. Só que nos dez minutos seguintes, os locais voltaram à carga, com vários remates a ameaçar a baliza de Beto e acabaram por sofrer um golo injusto, tirado a papel químico do primeiro.

Desta vez foi Maicon (41) a subir mais alto que os adversários, após pontapé de canto marcado por Belluschi.

As equipas foram para o intervalo, com o FC Porto a justificar a vantagem, até porque soube aproveitar bem as oportunidades criadas, por oposição ao Vitória.

Logo aos cinco minutos da etapa complementar, o Setúbal reduziu a desvantagem, naquele que foi o terceiro golo da partida e o terceiro de canto. Neca cobrou o livre e Henrique apareceu sozinho na área «azul-e-branca» a fazer o primeiro da formação da casa.

A partir deste momento o jogo ficou repartido. Sucederam-se ataque de lado a lado e os portistas voltaram a impor maior qualidade de finalização. Pois nem foram precisos passarem 10 minutos para Guarín, assistido por Hulk, fazer o 3-1.

O jogo continuou partido e seria o FC Porto a adiantar-se novamente no marcador, graças a Belluschi (71), assistido de calcanhar por Guarín.

Os dois últimos golos do desafio só surgiram em tempo de descontos, primeiro por Henrique (90+1), a passe de Ney. Depois por Falcao, a bisar na partida. O colombiano recebeu a bola do compatriota Guarín e fez um “chapéu” cheio de classe a Nuno Santos, que só pôde ver a bola voar para dentro da sua baliza.

Antes dos dois últimos golos, instaurou-se a confusão dentro das quatro linhas. Falcao viu o amarelo por alegada agressão sobre Bruno Ribeiro, levando Jesualdo Ferreira, que acabou por ser expulso, à beira de um ataque de nervos.

Falcao não irá jogar na recepção ao Benfica, na próxima ronda da Liga, pois viu o quinto amarelo na prova, e Jesualdo também poderá estar impedido de se sentar no banco de suplentes.

O triunfo permitiu, no entanto, a aproximação ao Sp. Braga. Os «dragões» estão a dois pontos dos arsenalistas e mostraram que ainda lutam por um lugar na Liga dos Campeões do próximo ano.

Recorde aqui as incidências da partida

Fonte: a Bola

sábado, 24 de abril de 2010

Trinco Esquerdo

Peço desculpa mas ontem foi mesmo impossível vir ao computador.
Aqui fica o seu cartoon favorito



André Amante

Off Side - os apanhados da bola

Esta semana mostramos um vídeo onde podemos encontrar vários lances de "Off Side".
Diga-nos qual é o mais escandaloso para si!

Rodríguez na mira dos leões



CENTRAL DO SP. BRAGA ESTÁ REFENCIADO E O SEU FUTURO PODE PASSAR POR ALVALADE

O defesa do Sp. Braga Alberto Rodríguez está na órbita dos leões para a próxima temporada. O internacional peruano, de 26 anos, já está referenciado há algum tempo e encaixa no perfil traçado pela SAD do Sporting: é um valor seguro, com técnica acima da média e forte nas transições. Mesmo sendo um central relativamente baixo (1,83 metros), Rodríguez tem um poder de impulsão bastante elevado e compensa a falta de centímetros com um bom posicionamento. Representado por Jorge Mendes - empresário com fortes ligações ao Sporting -, o camisola 2 arsenalista está bem cotado em Alvalade e o seu futuro poderá passar pelo plantel às ordens de Paulo Sérgio.

Recorde-se que, na altura em que o Sporting acertou a contratação de João Pereira, os dirigentes leoninos tentaram, também, assegurar o concurso do peruano. Contudo, as aspirações bracarenses no campeonato condicionaram um negócio que, após o final da temporada, poderá ser consumado.

Com uma cláusula de rescisão cifrada em 6 milhões de euros, o central poderá deixar a formação minhota por um valor mais baixo. Os dirigentes do Sp. Braga estão dispostos a libertar o sul-americano por cerca de 4 milhões de euros, já que o central termina contrato em 2011 e não mostra intenção em renovar.

Aliás, Rodríguez já por várias vezes demonstrou vontade em abandonar a capital do Minho. Titular indiscutível na seleção do Peru, o defesa vê com bons olhos a possibilidade de rumar a Alvalade, não só pela dimensão do Sporting mas também pela melhoria das condições salariais.

Fonte: Record

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Futebol de Gabinete

O sorriso amarelo-encarnado

Como já era esperado por todos e seguindo a tendência dos investidores portugueses, o empréstimo obrigacionista do Benfica foi um sucesso, permitindo ao clube encaixar 40 milhões de euros de imediato. No dia em que a Euronext comunicou o sucesso da emissão, que aliás superou em mais do triplo a oferta disponibilizada e caso o Benfica tivesse pretendido, poderia ter encaixado até mais de 100 milhões de euros, as instalações da bolsa de valores de Lisboa foram, quase «saloiamente», invadidas pelos dirigentes benfiquistas, pela águia Vitória e até pelas cheerleaders do clube.

O enorme e indisfarçável sorriso de Filipe Vieira esconde todos os problemas que, ao bom estilo dos novos ministros que vão surgindo em Portugal, não são visíveis por quem não tem a capacidade mas são perceptíveis por quem no dia a dia sabe com o que lida. A realidade é que este empréstimo obrigacionista é o terceiro em apenas 6 anos, num total de endividamento correspondente a 75 milhões de euros, sem contarmos com os empréstimos das instituições de crédito!! No mesmo período, foi negociado um empréstimo para tesouraria de 40 milhões de euros e a famosa criação do fundo para trespasse de participações nos principais jogadores do Benfica. O presidente do clube desculpa-se com o facto de, para compensar tamanho passivo, possuir os melhores e mais valiosos activos dos últimos 10 anos, o que não corresponde bem à verdade já que o clube detém umas percentagens e o fundo detém o restante”.

Imaginemos que o Benfica este ano vendia 2 jogadores, o Di Maria por 30 milhões e o David Luiz por 25 milhões. Do total de 55 milhões, o Benfica arrecadaria menos de 43 milhões de euros, já que 25% e 20% dos passes, respectivamente, são detidos pelo fundo. Pior ainda, o Benfica ao criar 3 empréstimos obrigacionistas no total de 75 milhões de euros e assumindo que os 3 juntos pagam uma taxa média de 6% (como este último), em 2013/2014 terá de pagar aos subscritores não apenas os 75 milhões de volta, mas inclusive mais 5 milhões de juros. Quer dizer, o Benfica ganha agora 75 milhões, mas daqui a 4/5 anos terá de pagar 80 milhões de euros e mais de 5 milhões de juros ao ano.

Como vai o Benfica daqui a uns anos pagar 5 milhões de euros ao ano em juros, se já nestes últimos anos só tem tido prejuízos e tem acumulado empréstimos e mais empréstimos? Vendendo uma estrela todos os anos? Provável. Voltará a contratar o Rojas e o Escalona? Para lá caminham. Viver com dinheiro que não é nosso nunca foi boa política na vida.

O Benfica acumulou, nos últimos 30 anos, um passivo na ordem dos 150 milhões de euros. No período correspondente aos últimos 3 anos, o Benfica conseguiu aumentar o passivo até aos 340 milhões de euros. Tanto em 3 anos como nos últimos 30! O presidente afirma que, se necessário, vende os jogadores do plantel para liquidar o passivo que criou, mas não diz que isso deverá ser, obviamente, no dia em que sair do Benfica. Como diria o povo, uns saem mas o clube fica e com certeza que os benfiquistas não desejam alienar 10 anos de glória em troca de um campeonato nacional.




E, no fim, não venham dizer que a culpa foi dos bancos e do governo…

Jorge Manuel Honório, Finance analyst

Blogobola

Pede-se aos moderadores em falta que comentem o post para que se possa fazer a actualização da tabela.




Acerte correctamente nos resultados da Liga Sagres e habilite-se a ser o vencedor semanal...

Rotunda da Boavista, no Porto, «reservada» para festa do Benfica



Depois do sucesso que foi a acção de colocar uma lona na rotunda do Marquês de Pombal, em Lisboa, um grupo de adeptos do Benfica fez iniciativa igual no Porto. A BOLA online mostra-lhe o vídeo e conta-lhe os detalhes.

A cidade do Porto acordou hoje um pouco mais encarnada. O homem de 35 anos que colocou, no início da semana, uma tarja com o dizer «reservado» no Marquês de Pombal, em Lisboa, voltou a atacar. Tudo, explica a A BOLA, com sentido de humor e com o cuidado de não ofender quem quer que seja. Mesmo trocando o V de reservado por um B.

«Fomos contactados por uma pessoa do Porto que queria repetir a brincadeira que fizemos em Lisboa e começámos a pensar no assunto. Dissémos que não faríamos igual, pelo que queríamos adicionar um toque de humor. Pensámos na Av. dos Aliados, mas desistimos 30 segundos depois por acharmos que seria uma provocação desnecessária, uma vez que até já tínhamos o “B” no lugar do “V”», explicou a A BOLA online um dos mentores da ideia, director criativo numa agência de publicidade.

À equipa de quatro elementos que actuou em Lisboa foi adicionada quase uma equipa de futebol. Não no verdadeiro sentido da palavra, claro. Mais 11 elementos foram fulcrais para o sucesso da iniciativa, que foi levada a cabo por volta das 5.30 da manhã.

«Éramos 14 pessoas, 9 para guardar – um em cada entrada da rotunda – e cinco para montar. O sítio foi analisado, fizemos uma lona de 10 metros por 1,5, adaptada ao local, e pendurámo-la nas árvores, já que se optássemos por fazê-lo na estátua nem se veria», disse.

Às oito da manhã, quando voltaram ao local para ver como estava a “obra-prima”, o grupo constatou que já tinha sido vandalizada. Nada que os incomode. «Até dá alguma graça à iniciativa», admitiu a A BOLA online um dos mentores.
Depois das iniciativas em Lisboa e no Porto podem os benfiquistas esperar mais? «Tínhamos que fazer um follow-up à de Lisboa, mas agora se vêem mais a seguir não sei, mesmo estando a tomar-lhe o gosto», respondeu o criativo.

Fonte: a Bola

Palestra

Benfica Campeão? Porto diz: Sim!

Este pode ser o fim-de-semana do título encarnado, após 5 anos do seu último êxito. Desde Toni em 93/94 que o Benfica não vence um campeonato com um treinador português no banco, aliás depois disso só mesmo «Trap» venceu a prova nacional.
Frente ao Olhanense o Benfica não terá a meu ver grandes dificuldades. Joga em casa, perante o seu público, onde não tem mostrado grandes fragilidades e deste modo é bem que possível que Jorge Costa e os seus pupilos possam sair de Lisboa com 3 ou 4 bolas no saco. Por outro lado também existe o factor «Porto», se é que me faço entender, Jorge Costa poderá ter um olho no Algarve e outro... no Dragão isto porque a possibilidade de o professor Jesualdo Ferreira sair da invicta é cada vez maior e apesar de Paulo Bento ser o principal candidato ao lugar dos azuis e branco, Jorge Costa terá sempre uma palavra a dizer.
O jogo de sábado na Luz chega-nos então cheio de misticismo e euforia. A vitória encarnada deixa toda a nação benfiquista sentada no sofá à espera de saber o resultado que virá da Figueira da Foz.
Frente à Naval o Braga tem uma prova de fogo, não para o título, porque esse parece já estar entregue, mas sim na confirmação da entrada na pré-eliminatória da Liga dos Campeões, diga-se: merecido pelos arsenalistas. No entanto não me parece que seja fácil pelo que não acredito numa vitória fácil para Domingos Paciência, como também não creio que a Naval possa levar todos os pontos em disputa. O empate ou a vitória dos forasteiros, parece-me o mais provável.
O FC Porto desloca-se ao Sado com o objectivo de ver o Braga escorregar e ficar mais perto da Liga dos Campeões, o que poderá fazer do Benfica campeão. No entanto para os azuis será melhor o Benfica tornar-se campeão já, do poder fazê-lo em pleno Estádio do Dragão. Frente ao Setúbal de Manuel Fernandes, não se espera uma missão fácil, já que os sadinos estão a míseros 3 pontos de garantirem a permanência na Liga Sagres. E com a vaga de lesões que agora assombrou o patrão da segunda volta do Porto, estamos a falar claro está de Rúben Micael. Aposto numa vitória do Porto, apesar de todas a dificuldades.
O Sporting desloca-se a Leiria para defrontar a equipa local. Equipa de Lito Vidigal quem tem vindo a decair, jornada após jornada. Será um jogo com poucos motivos de interesse, pois nem Leiria nem Sporting têm objectivos para atingir. Vitória leonina.

Simão Santana

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Pongolle dispensado até final da época



Apesar de ter regressado esta quinta-feira aos treinos, depois de mais um período ausente devidamente autorizado pela SAD, o avançado francês Sinama-Pongolle não jogará mais na presente época.

A medida foi anunciada em comunicado divulgado pelo clube de Alvalade, surgindo para «manifestar a compreensão pela situação difícil que o jogador enfrenta».

Eis o comunicado:

1 - O jogador regressou hoje aos treinos mas, atendendo aos factores já conhecidos e ao seu estado psicológico, o Sporting assume que o atleta não jogará mais esta época;

2 - Atendendo à especificidade do problema familiar que está a viver, o Sporting entende e aceita que o jogador possa ter de se ausentar por curtos períodos de tempo e tudo fará para o ajudar a ultrapassar da melhor forma esta situação;

3 - O jogador segue um programa de treino individualizado e específico, com vista à manutenção da sua condição física e preparação da próxima temporada.

Fonte: a Bola

Galeria D´arte

Esta semana ficamos com um duplo pontapé de bicicleta. Se um pontapé de bicicleta já é difícil, agrora imaginem dois... ...ao mesmo tempo! Fiquem com o video

Lucílio Baptista no Benfica-Olhanense

O árbitro Lucílio Baptista (Setúbal) foi nomeado para apitar o Benfica-Olhanense, no sábado, às 21.15, em jogo da 28.ª jornada.

Também no sábado, mas no Bonfim, Pedro Henriques irá dirigir a partida entre o V. Setúbal e o FC Porto (19.15).

Domingo, o Naval-Braga (18 horas) será apitado por Jorge Sousa, ao passo que para a receção da U. Leiria ao Sporting (20.15), foi escolhido o árbitro Marco Ferreira.


Nomeações para a 28ª jornada:

Sexta-feira:

Rio Ave-Marítimo, Cosme Machado (Braga)

Sábado

V. Setúbal-FC Porto, Pedro Henriques (Lisboa)
Benfica-Olhanense, Lucílio Baptista (Setúbal)


Domingo

Leixões-Académica, João Ferreira (Setúbal)
Nacional-P. Ferreira, Bruno Esteves (Setúbal)
Naval-Sp. Braga, Jorge Sousa (Porto)
U. Leiria-Sporting, Marco Ferreira (Madeira)

Segunda-feira:

V. Guimarães-Belenenses, Paulo Costa (Porto)

Treinador de Bancada

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Desafio Difícil

Esta semana têm que nos dizer qual o número que Costa Pereira usou no Mundial de 66.



Acerte e habilite-se a escrever para a rubrica "Expert da Bola"...

Resultados Blogobola

Desta vez o vencedor semanal por parte dos users foi Carlos Duarte com 7 pontos. Nos moderadores, Vitor Madeira e Jorge Honório partilharam o prémio de vencedor semanal também com 7 pontos.

IPT assina protocolo com o Benfica


Luis Filipe Vieira formalizará hoje, pelas 11h30 no Estádio da Luz, um protocolo com o Instituto Politécnico de Tomar (IPT), que visará o desenvolvimento do Centro de Documentação do clube.

After Hours

Na última sexta-feira iniciou-se a jornada 27 da Liga Sagres. Em campo Olhanense e Marítimo abriram a ronda, num jogo onde os forasteiros foram mais felizes, conseguindo alcançar uma vitória por 2-1. Desta forma, a equipa de Jorge Costa ainda não tem a manutenção assegurada.
No sábado mais duas partidas. Primeiro o Paços de Ferreira recebeu a Naval, num jogo muito bom da equipa de Augusto Inácio, que alcançou uma excelente vitória por 3 bolas a uma e realizando uma exibição bastante convincente. Os da casa podiam ter feito melhor, mas mostraram poucas ideias e também pouca frieza na hora de finalizar.
Mais tarde entrou em campo o Braga, que recebeu o Leixões sabendo que não podia perder mais pontos com vista à luta pelo título. E a equipa de Domingos cumpriu a tarefa, vencendo por 3-1, não dando margem para dúvidas quanto à justiça da vitória. Os leixonenses, depois desta derrota, precisam de fazer muitas contas para evitar a descida à Liga Vitalis.
A jornada prosseguiu no domingo. A abrir dois jogos: Nacional - Leiria e Belenenses - Rio Ave. No primeiro, que tinha a particularidade de contar com duas equipas que lutam pela Europa, terminou com a vitória dos da casa, por duas bolas sem resposta, que ficam mais perto de um lugar europeu. Já os leirienses perdem um pouco este comboio, mantendo, contudo, aspirações de lá chegar.
No segundo, que contava com um Belenenses praticamente condenado e um Rio Ave sem grandes objectivos, terminou empatado a zero. Num jogo muito fraco e onde a qualidade do futebol apresentado roçou a nulidade, o resultado apenas serviu para confirmar dois factos: os de Belém têm o destino traçado; a equipa de Carlos Brito está a realizar uma 2ª volta fraca e vai quedar-se por um lugar na segunda metade da tabela.
Mais tarde entrou em campo o líder do campeonato, o Benfica. A equipa de Jesus deslocou-se a Coimbra para defrontar a Académica local. Os encarnados sabiam que era proibido perder pontos e fizeram um bom jogo, apesar da boa réplica dos estudantes. No final vitória justa por 3-2, que permite ao Benfica continuar com 6 pontos de vantagem e que aproxima o título da equipa da Luz. Os da casa terão de suar mais um pouco para garantir a manutenção.
A fechar o dia o Porto recebeu e goleou o Guimarães por 3 bolas a zero. Um bom jogo dos dragões, que conseguiram controlar, praticamente, todas as incidências do encontro. Contudo, pelo que fizeram no jogo, os vimaranenses não mereciam sair do Dragão com uma goleada, pelo que se pode dizer que o resultado é um pouco exagerado.
A finalizar a jornada, na segunda-feira, o Sporting recebeu o Setúbal, equipa que ainda procura garantir a manutenção. O jogo foi, provavelmente, dos piores que esta Liga já viu, tal a pobreza a que se assistiu nos 90 minutos, com os da casa a jogarem muito mal e os forasteiros a tentarem, sem sucesso, disfarçar as suas limitações. No final, os leões venceram por 2-1, num encontro onde o resultado mais justo seria o empate. A equipa de Manuel Fernandes, com esta derrota, fica ainda a precisar de mais pontos para garantir a permanência no principal escalão português.
Esta semana temos 2 "Belas": Weldon e Alan. O primeiro porque bisou em Coimbra e foi decisivo na vitória do Benfica; o segundo por também ter bisado no jogo contra o Leixões, o que permite ao Braga acalentar esperanças na luta pelo título.
Já os "Monstros" são apenas um: o Paços de Ferreira, que com a expressiva derrota em casa com a Naval ficou, praticamente, arredada da possibilidade de conseguir um lugar europeu.
Para terminar, queria deixar uma "Menção Honrosa" para Hélder Postiga, que, passado mais de um ano(!!!) conseguiu marcar um golo pelo Sporting.


Vitor Madeira

terça-feira, 20 de abril de 2010

Novas escutas sobre "apito dourado"

Manuel Machado sai no final da época

FIM DA LINHA PARA TREINADOR DO NACIONAL

O treinador Manuel Machado vai abandonar o comando técnico do Nacional no final da presente época, garantiu à Agência Lusa fonte da direção do clube madeirense.

Machado já terá sido informado da decisão, numa altura em que a equipa ainda alimenta esperanças de alcançar uma posição europeia na próxima época.

Entretanto, o clube já trabalha na sucessão e, apesar de o Diário de Notícias do Funchal ter avançado a possibilidade do sérvio Predrag Jokanovic voltar a assumir o lugar desempenhado interinamente esta época, a mesma fonte garantiu que o perfil do novo treinador já está traçado e será português.

A fonte do clube madeirense recusou, no entanto, adiantar nomes, até porque, segundo afirmou, decorre nesta altura um estudo sobre os treinadores portugueses que se encontram disponíveis e que sejam capazes de assumir a filosofia que impera na coletividade.

Ainda segundo o DN do Funchal, as relações entre a direção nacionalista e Manuel Machado deterioraram-se depois da intervenção cirúrgica a que o técnico foi sujeito no final do ano passado e que resultou posteriormente num internamento prolongado.

Fonte: Record

Pontapé de Baliza

Parte I



Parte II

Ruben Micael parte pé no treino

MÉDIO É OPERADO HOJE NO PORTO

Ruben Micael partiu o pé direito no treino do FC Porto realizado na manhã desta terça-feira. O médio madeirense terá contraído a grave lesão num lance disputado com um companheiro de equipa.

O jogador portista realizou exames para determinar a gravidade da lesão e o caminho a seguir, que passará primeiro por uma cirurgia na tarde de hoje, no Hospital da Ordem da Trindade, seguido por uma recuperação que afastará a possibilidade de integrar a lista de convocados de Carlos Queirós para o Mundial'2010, na África do Sul.

Fonte: Record

Paulo Bento no FC Porto !?



Paulo Bento pode estar a um passo de orientar o FC Porto na próxima temporada. Segundo fonte próxima do administrador da SAD portista, Fernando Póvoas, o ex-técnico do Sporting "será o próximo treinador" do Porto.
Paulo Bento poderá ser assim o sucessor de Jesualdo Ferreira que na última Flash Interview do jogo frente ao Vitória de Guimarães assumiu um discurso em tom de despedida.
Resta esperar pela confirmação, ou não, desta notícia por parte da direcção do FC Porto.

Pérolas do FM

Esta semana fiquem com imagens de Nicolás Gaitan, um nome falado para o Benfica que é um bom "achado" do novo FM 2010...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Paulo Sérgio é o próximo treinador do Sporting



O Sporting vai contratar o técnico Paulo Sérgio para a próxima época. A SAD sportinguista deverá comunicar a contratação do treinador do V. Guimarães nas próximas horas.

Depois de ter orientado o Paços de Ferreira, na época transacta, e o Vitória de Guimarães este ano, o técnico oriundo de Vila Franca de Xira chega assim ao comando de um dos "grandes" de Portugal.


Leões pagam 600 mil euros por Paulo Sérgio

A Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) acaba de publicar outro comunicado da Sporting SAD, no qual o clube de Alvalade informa que pagará 600 mil euros ao Vitória de Guimarães como compensação financeira para a cedência do treinador Paulo Sérgio e adjuntos.

"Na sequência das notícias vindas recentemente a público e por solicitação da CMVM, a Sporting - Sociedade Desportiva de Futebol, SAD informa que irá pagar ao Vitória Sport Club uma compensação financeira global de 600 mil euros pela cedência da equipa técnica, liderada pelo treinador Paulo Sérgio", lê-se no comunicado.

Fonte: Record

Sporting vira resultado e vence V. Setúbal por 2-1



O Sporting venceu esta noite o V. Setúbal, por 2-1, no jogo que encerrou a 27.ª jornada da Liga. Os leões saíram para o intervalo em desvantagem no marcador, operando a reviravolta na etapa complementar. Hélder Postiga voltou aos golos quase um ano depois, para garantir o triunfo leonino em Alvalade.

Sem rubricar exibição de encher o olho, o Sporting produziu o suficiente para sair de Alvalade com os três pontos e com o quarto lugar reforçado. Ainda assim, os leões não se livraram de valente susto logo a abrir, provocado por golo de Collin (11) na sequência de um pontapé de canto.

O cabeceamento certeiro do francês ditava o resultado ao intervalo. Na etapa complementar, a equipa leonina correu atrás do prejuízo e foi recompensada. João Moutinho, na marcação de uma grande penalidade a castigar falta de Collin sobre Saleiro – esteve no melhor e no pior do V. Setúbal, o defesa sadino –, restabeleceu a igualdade no marcador quando estavam cumpridos 60 minutos.

Dez minutos volvidos, Hélder Postiga, acabadinho de entrar em campo, atirou para o fundo das redes e operou a “cambalhota” no marcador. O avançado festejou de forma exuberante e teve razões para isso, pois não fazia balançar as redes, em jogos oficiais, desde 25 de Abril de 2009, na vitória sobre o Est. Amadora, também por 2-1. Há quase um ano, portanto...

O V. Setúbal, que pouco fez para sair de Alvalade com outro resultado – apesar de protagonizar assomo de irreverência nos instantes finais da partida –, mantém-se quatro pontos acima da “linha de água”.

Estádio José Alvalade, em Lisboa

Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)

Sporting: Rui Patrício, João Pereira, Tonel, Daniel Carriço e Miguel Veloso; Pedro Mendes; Izmailov (Grimi, 89), João Moutinho e Yannick (Matías Fernández, 46); Liedson e Saleiro (Hélder Postiga, 69)

Suplentes: Tiago, Polga, Pereirinha, Adrien Silva

V. Setúbal: Nuno Santos; Collin (Regula, 82) Ricardo Silva, André Pinto e Rúben Lima (Rui Fonte, 76); Sandro, Ney, Neca (Kazmierczak, 85) e Djikiné; Hélder Barbosa e Henrique

Suplentes: Matos, Zarabi, Bruno Ribeiro e Luís Carlos

Disciplina: Matías Fernandez (48), Collin (59)

Marcadores: 0-1, Collin (11); 1-1, João Moutinho (60 g.p.); 2-1, Hélder Postiga (70)

Resultado final: 2-1

Trinco Esquerdo



André Amante

Marquês de Pombal «reservado» para festa do título benfiquista



A praça do Marquês de Pombal, em Lisboa, acordou esta manhã com uma tarja especial: durante a noite um grupo de benfiquistas colocou um pano com a inscrição «Reservado». Uma alusão à possibilidade de o Benfica conquistar o título nacional de futebol.

O grupo que colocou a tarja na praça do Marquês de Pombal colocou um vídeo no youtube e depois em Miragens, de A BOLA, a mostrar a operação.

A operação foi idealizada pelo director criativo de uma agência de publicidade e por um amigo, que é realizador, e levada a cabo por quatro benfiquistas durante a madrugada de segunda-feira.

Fonte : a Bola

«Sou feliz no Fluminense» - Conca



O médio argentino Dario Conca não gostou que o seu empresário tivesse revelado o interesse do FC Porto na sua contratação. De qualquer forma, o jogador garante que, apesar de sonhar com o futebol europeu, está feliz no clube brasileiro.

«Todo o jogador tem o desejo de jogar na Europa, mas uma saída hoje não é importante para mim. Só penso no próximo jogo e em continuar no Fluminense», disse Conca, que falava em conferência de Imprensa levada a cabo no centro de treinos do Fluminense.

Porém, foi o próprio empresário do jogador, Hugo de Benedetti, a revelar que o jogador estava a ser negociado para o FC Porto. «Ele [o empresário] é que disse e acho que falou de mais. Posso dizer tranquilamente que cumprirei o meu contrato até o fim [até Dezembro de 2011]. Não sei de nada e se houver proposta terá de chegar primeiro ao Fluminense. Sou feliz aqui e quero ficar», atirou o médio.

Fonte: a Bola

Arsenal atento a David Luiz e Di Maria



O Arsenal prepara-se para investir no reforço do plantel, surgindo os nomes de David Luiz e Di Maria como potenciais alvos dos “gunners” para a próxima época.

Segundo noticia a edição desta segunda-feira do tablóide inglês Daily Star, Arsène Wenger terá finalmente verbas à sua disposição para reforçar o plantel ao nível de Manchester United e Chelsea, algo que não tem acontecido nos últimos anos.

Como tal, os nomes dos potenciais alvos começam a ser dados à estampa, sendo dois deles jogadores do Benfica. Com efeito, David Luiz e Di Maria já terão sido observados por responsáveis dos gunners. O avançado francês Chamakh (Bordéus) será outro dos alvos, assim como Herrera (Saragoça) e Sissoko (Toulouse).

Fonte: a Bola

domingo, 18 de abril de 2010

FC Porto na peugada do Sp. Braga



O FC Porto recebeu e venceu o V. Guimarães, por 3-0, no primeiro jogo do dragão já sem hipóteses matemáticas de chegar ao título. Falcao selou o triunfo dos azuis-e-brancos e igualou Óscar Cardozo na lista dos melhores marcadores, com 21 golos.

Primeira parte praticamente de sentido único no Dragão: o da baliza do V. Guimarães. O FC Porto foi superior, mesmo sem deslumbrar, e fez por merecer a vantagem ao intervalo.

Falcao foi o primeiro a testar a atenção de Nilson, mas seria Hulk, à passagem do minuto 28, a materializar em golo o ascendente dos azuis-e-brancos, perante um conjunto minhoto que tardou a entrar no jogo, mais preocupado em pausar o ritmo do adversário.

O V. Guimarães respondeu com remate colocado de Rui Miguel, à entrada da área, para defesa a dois tempos de Beto, que voltou a “mostrar serviço” no último lance dos primeiros 45 minutos, para travar disparo de Desmarets, sem preparação.

A etapa complementar trouxe mais do mesmo. O FC Porto pautou sempre o ritmo do jogo e precisou apenas de 10 minutos para ampliar a vantagem. Guarín tomou-lhe o gosto e, repetindo o golo apontado ao Rio Ave, atirou uma “bomba” do meio da rua, beneficiando de um desvio na cabeça de Leandro para bater Nilson.

O jogo não terminaria sem Falcao assinar a folha dos marcadores. O avançado colombiano tanto procurou o seu 21.º golo na Liga, que acabou por ser feliz, fazendo balançar as redes na marcação de uma grande penalidade. Antes, já ameaçara com um vistoso pontapé-de-bicicleta.


Estádio do Dragão, no Porto

Árbitro: Duarte Gomes (AF Lisboa)

FC PORTO: Beto; Fucile (Miguel Lopes, 83), Rolando, Bruno Alves e Álvaro Pereira; Fernando; Guarín (Farías, 83), Belluschi e Valeri (Raul Meireles, 64); Hulk e Falcao

Suplentes: Helton; Maicon, Addy e Orlando Sá

V. GUIMARÃES: Nilson; Alex, Gustavo, Leandro e Bruno Teles; Rui Miguel, Moreno (Fábio Felício, 83) e Nuno Assis (Custódio, 83); Renan, Douglas e Desmarets (Jorge Gonçalves, 70)

Suplentes: Serginho, Milhazes, Paulo Oliveira e Carlitos

Ao intervalo: 1-0

Disciplina: Cartão amarelo a Bruno Alves (59), Gustavo (79), Douglas (82), Alvaro Pereira (88), Raul Meireles (89)

Marcadores: 1-0, Hulk (28); 2-0, Guarín (55); 3-0, Falcao (80 g.p.)

Fonte: a Bola

Benfica vence Académica e está mais perto do título (3-2)



O Benfica venceu a Académica por 3-2 em jogo da 27.ª jornada da Liga e está a quatro pontos do título.

Espectacular ambiente em Coimbra, o Benfica nem parecia jogar fora. Bem embalada pelas bancadas, a equipa entrou a todo o gás, instalando-se na área da Académica, até que Weldon, aos 3, colocou o Benfica em vantagem. Mas a Académica não se encolheu, antes reagiu, e Diogo Gomes empatou aos 28, com um tiro de fora da área. No entanto, a cinco minutos do fim, Di Maria inventou um lance na linha de fundo à esquerda e Weldon recebeu para marcar de primeira.

Na segunda parte a Académica continuou a dar boa resposta mesmo depois de Rúben Amorim ter feito o 3-1 (79), após mais uma jogada decisiva de Di Maria. Tiero reduziu aos 88 e os últimos minutos foram passados em alerta, mas o Benfica garantiu os três pontos.

Sob arbitragem de Carlos Xistra, eis as equipas:

ACADÉMICA: Rui Nereu, Pedrinho, Luíz Nunes, Berger, Emídio Rafael; Nuno Coelho, Tiero, Diogo Gomes, Sougou, Éder e João Ribeiro
Suplentes: Ricardo, Amoreirinha, Miguel Fidalgo, Cris, Vouho, Bru, Pedro Costa

BENFICA: Quim, Maxi Pereira, Sidnei, David Luiz, Fábio Coentrão, Rúben Amorim, Javi Garcia, Di Maria, Aimar, Cardozo e Weldon.
Suplentes: Moreira, Airton, Ramires, Carlos Martins, Nuno Gomes, Miguel Vítor e Kardec

Marcador: 0-1 por Weldon (3); 1-1 por Diogo Gomes (28); 1-2 por Weldon (40); 1-3 por Rúben Amorim (79); 2-3 por Tiero (88)

Fonte: a Bola

Canto Curto

Tese final de licenciatura

Esta semana o Canto Curto irá aparecer um dia mais cedo face ao jogo decisivo que se disputa este domingo: Académica - Benfica, pois é sobre ele que vou escrever, logo a razão de tal antecipação.
Tive oportunidade de falar esta semana sobre o assunto, no nosso programa Treinador de Bancada. Antes do derby de Lisboa considerei esta partida como sendo de igual importância à que se disputou na terça. Muito simples. Se o Benfica sair derrotado hoje de Coimbra volta novamente o medo da deslocação ao Dragão a pairar sobre os adeptos benfiquistas. Muitos pensavam que essa missão apenas podia estar ao alcance do Sporting, e que passado esse teste o título estaria arrumado, mas no meu ponto de vista o Benfica para ter o título (praticamente) assegurado teria que vencer tanto o Sporting como a Académica.
Os estudantes são liderados pelo “treinador da moda”, André Villas-Boas, e em jogos que já observei da Académica frente a grandes, a equipa é muito organizada. O “onze” de Coimbra espelha a imagem do seu treinador, com carácter, sem medo do adversário!
Por tudo isto considero a deslocação do Benfica a Coimbra como um jogo de elevado risco, principalmente depois da vitória do Braga frente aos Leixões. Muitos não acreditam que a equipa possa escorregar hoje, muito menos lhes passa pela cabeça que o título possa fugir, mas atenção que esta noite muito se decide, e muito se pode complicar. Aliás as manchetes desta semana que “ofereciam” já (!) o título ao Benfica, tinham muito pouco de inocentes. Até Domingos, – já para não falar das palavras de Villas-Boas na antevisão ao jogo - o treinador do Braga, já alinhou pelo discurso de louvor ao futuro campeão, ou não, porque tudo isto tem escondido por trás a vontade de adormecer o Benfica e fazer com que os jogadores entrem em descompressão nos desafios que ainda faltam, sendo o desta noite o mais importante para a conquista da Liga 2009/10. Coimbra é a tese final que falta à equipa de Jorge Jesus para alcançar a “licenciatura” que é este campeonato!
A juntar a isto ainda existem outros pequenos factores que podem ser muito determinantes. Esta semana formulei uma tese, que até pode ser pura especulação ou coincidência. Observei que esta época o Benfica apenas perdeu pontos contra treinadores assumidamente (ex-jogadores ou treinadores, não apenas adeptos) afectos aos outros grandes. Veja-se o Braga venceu o Benfica e é liderado por Domingos ex-jogador do porto, depois foi a vez do Olhanense de Jorge Costa a roubar pontos, também ele ex-jogador dos dragões. Ainda temos o Setúbal de Manuel Fernandes, lenda do Sporting, que roubou dois pontos às águias. Só Carvalhal sai fora desta teoria (empate à frente de Marítimo e do Sporting), ainda assim o treinador leonino é um confesso adepto do Braga e ex-jogador, que curiosamente é o adversário do Benfica na luta pelo título. Junto mais um nome à lista, Augusto Inácio, que perdeu as duas vezes com os encarnados, mas numa foi fora e aos 89 minutos na outra esteve a vencer por dois golos, isto mostra a ambição perante os rivais, ele que foi jogador de Porto e Sporting. Isto também se passa com o Porto e Sporting vice-versa, certamente que em outras épocas que disputaram o título, são sempre os treinadores afectos a clubes rivais que têm mais vontade de “prejudicar”, pontualmente falando, o líder.
Para terminar, posso acrescentar que logo à noite vai ser um jogo de “mata-mata” para o Benfica que quer ser camepão, mas nesta lógica anterior pode ser também um jogo decisivo para Villas-Boas. Assim como para Jorge Costa para a semana, ou seja estas duas jornadas vão ser uma espécie de meia-final, entre o treinador da Académica e Olhanense. Ora, se algum deles porventura complicar a vida ao Benfica poderá ganhar vantagem ao outro em relação a quem será próximo treinador do Porto. Aquele que cumprir melhor a missão poderá ganhar este “mata-mata”, até pode não ser o próximo técnico do Dragão, mas certamente que ganha vantagem em relação a um adversário, e atira-o para fora dessa corrida...

João Vasco Nunes

Izmailov integra lista de convocados



Para o jogo desta segunda-feira contra o Vitória de Setúbal, Izmailov volta a fazer parte da lista de convocados de Carlos Carvalhal.

De fora ficam Abel por castigo e Mexer por lesão. Ricardo Batista, Caneira, Pedro Silva e Vukcevic não entram na lista de convocados por opção do treinador.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Rui Patrício e Tiago;

Defesas: Carriço, Polga, Tonel, Grimi e João Pereira;

Médios: Pedro Mendes, Adrien, Matias Fernández, Izmailov, Miguel Veloso, Pereirinha e João Moutinho;

Avançados: Yannick, Saleiro, Liedson e Hélder Postiga.

Fonte: a Bola

História Mundial


I N G L T E R R A
1 9 6 6

No mundo do futebol moderno (as primeiras regras foram formuladas neste país), a Inglaterra é campeã em termos de jogos finais cheios de controvérsia. Este país contestou o golo marcado pela Alemanha, que empatou o desafio nos momentos finais da segunda parte, porque parecia ter havido falta com toque de mão.
Depois, foi a vez de a Alemanha questionar o terceiro golo da Inglaterra: a bola atingiu a trave e ressaltou no solo. Para os alemães estava fora de jogo; para os ingleses e para o árbitro, não.
Portugal estreou-se nesta edição na fase final de um Campeonato do Mundo, conquistando logo um título individual através de Eusébio. O pantera negra marcou 9 golos e tornou-se o melhor marcador deste Mundial.

*O guarda-redes inglês Gordon Banks estabeleceu o recorde de invencibilidade: 442 minutos, antes de sofrer um golo e, mesmo assim, apenas por penalti.

*Dois meses antes do Campeonato do Mundo, a Taça Rimet foi roubada quando foi enviada de Londres para ser posta em exibição. Acabou por ser descoberta, graças ao excelente faro de um cão-polícia!

*A Inglaterra conquistou o único título no Campeonato do Mundo, jogando em casa.

NÚMEROS DO MUNDIAL
*Final: Inglaterra, 11 a 30 Julho
*Participação das equipas na fase de apuramento: 53
*Equipas que participaram nas finais: 16
*Espectadores presentes nas finais: 1 614 677
*Desafios disputados: 32
*Golos marcados: 89
*Média de golos: 2,78

E O VENCEDOR FOI...
Equipas finalistas: Argentina, Brasil, Bulgária, Chile, Coreia do Norte,
Espanha, França, Hungria, Inglaterra, Itália, México,
Portugal, Rep. Fed. Alemanha, Suiça,
URSS, Uruguai

Meias-finais
Inglaterra - Portugal 2-1
Rep. Fed. Alemanha - URSS 2-1

3º Lugar
Portugal - URSS 2-1

Final
INGLATERRA - Rep. Fed. Alemanha 4-2